Guarda Civil Espanhola apreende 1.090 animais empalhados na província de Valência


A Guarda Civil Espanhola apreendeu, neste domingo (10), uma coleção com 1.090 animais empalhados, sendo a maior deste tipo no país e uma das maiores da Europa, no município de Bétera, na província de Valência. O valor aproximado dos exemplares é superior a 29 milhões de euros (R$ 148,8 milhões).

Dos animais encontrados, 405 pertenciam a Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (Cites), que regula o comércio de espécies de fauna e flora, prevenindo do perigo de extinção quando a ameaça é a venda para o exterior.

Alguns dos bichos estão extintos, como o órix dammah, ou quase extintos, como o adax e o tigre-de-bengala. Outros possuem níveis de proteção, como o guepardo, o leopardo, o leão, o lince, o urso polar, e o leopardo-das-neves e o rinoceronte-branco. Além disso, entre as peças achadas, estavam 198 presas de marfim de elefantes.

 

A operação “Valcites”, que começou em novembro de 2021 quando os agentes tomaram conhecimento de uma possível coleção particular, está investigando uma pessoa pelo crime de contrabando e outra por proteção da flora e fauna da localidade.

Na fase seguinte, as autoridades irão realizar a análise da documentação fornecida pelo responsável para justificar a posse das peças. O processo foi entregue ao Tribunal de Primeira Instância e Instrução n.º 2 de Liria.

 

 

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em Guarda Civil Espanhola apreende 1.090 animais empalhados na província de Valência no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.