Presidente da CNT defende política clara para combustíveis e concorrência para Petrobras


Em entrevista exclusiva à CNN, neste sábado (9), o presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Vander Costa, defendeu uma “política clara” para combustíveis e “concorrência para a Petrobras“.

Costa comentou os resultados de pesquisa promovida pela CNT. O levantamento mostrou que 87,5% dos empresários brasileiros do segmento de transporte rodoviário de carga são contrários à atual política de preços da Petrobras.

O levantamento, feito com 464 empresários do segmento que atuam em todo o país, mostrou também que para 82,3% o preço do diesel é hoje a principal dificuldade enfrentada pelas empresas de transporte. E para 81,5%, o custo operacional de maior impacto é o valor do combustível.

Costa destacou que o diesel é o insumo de maior impacto nos custos do transporte rodoviário de cargas.

Nesse sentido, o presidente da CNT também defendeu a existência de “uma ferramenta para fazer com que o preço do óleo diesel seja tratado de forma diferenciada, tenha um tratamento social”, uma vez que o combustível é utilizado em várias modalidade de transporte como o rodoviário, o urbano e o público.

Ainda sobre os combustíveis, Costa, diz que um “tratamento diferenciado” para o diesel é ainda mais necessário a partir do momento em que “o preço do combustível reflete na inflação”, encarecendo várias categorias de produtos.

Veja mais no vídeo acima.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Presidente da CNT defende política clara para combustíveis e concorrência para Petrobras no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.