Morre, aos 107 anos, secretária que ajudou Schindler a salvar judeus


Morreu em Israel, nessa sexta-feira (8/4), Mimi Reinhardt, secretária de Oskar Schindler responsável pela elaboração da famosa lista que poupou vidas judias na Segunda Guerra Mundial.

A informação foi divulgada pela neta da ex-secretária, Nina, e encaminhada a seus parentes, em hebraico. A mensagem foi obtida pela agência internacional de notícias AFP. “Minha querida e única avó faleceu aos 107 anos. Que ela descanse em paz”, dizia a carta.

Natural da Áustria, a judia Mimi Reinhardt viveu na Polônia antes do conflito. Ela foi contratada por Schindler e trabalhou para o empresário até 1945.

Nascido no ano de 1908, na região da atual República Tcheca, Oskar Schindler ingressou, em 1936, no Escritório Alemão de Inteligência Militar Estrangeira. Em fevereiro de 1939, ele se juntou ao Partido Nazista.

Inserido na legenda fascista, o empresário sustentou aos membros da célula que os trabalhadores industriais teriam papel importante no fortalecimento alemão durante a guerra. Ele lutou para que funcionários judeus fossem retirados dos campos de concentração para trabalharem em sua fábrica.

Não demorou muito para que Schindler fosse acusado de oferecer abrigo e auxílio aos judeus. Pela suspeita, ficou preso por três anos, mas foi solto em razão da falta de provas para condená-lo.

Em 1944, conseguiu mudar sua fábrica de lugar. Foi nessa época em que Mimi Reinhardt  elaborou a lista com os nomes de 1,2 mil prisioneiros judeus para servirem de mão de obra. A história, posteriormente, serviu de inspiração para o filme de Steven Spielberg: A Lista de Schindler.

O post Morre, aos 107 anos, secretária que ajudou Schindler a salvar judeus apareceu primeiro em Metrópoles.