Há crimes de guerra cometidos na Ucrânia, diz presidente do Parlamento Europeu


A presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, disse à CNN que o ataque com mísseis a uma estação de trem em Kramatorsk e outros ataques a civis na Ucrânia são “crimes de guerra internacionais cometidos contra pessoas soberanas que estão simplesmente lutando pela democracia e por seu país”.

Falando com Julia Chatterley, da CNN, nesta sexta-feira, Metsola disse que a Europa não está entregando equipamentos, assistência financeira ou assistência logística com rapidez suficiente “e cabe a nós hoje, nestas horas, nos levantarmos para sermos úteis e não virarmos as costas.”

 

Ela também disse que a Europa está financiando esta guerra “seja direta ou indiretamente” e deve assumir a responsabilidade de não ter agido antes para parar a guerra.

“Por que abrigamos Putin, sua família, os oligarcas e todas as pessoas que o apoiam em nossa Europa vendendo nossos passaportes, nossa cidadania? Ao permitir que escondam seu dinheiro em nossos países. E precisamos garantir que isso não aconteça novamente”, disse ela.

Quando questionada sobre a candidatura da Ucrânia à União Europeia, Metsola disse que “para o parlamento, está claro. O lugar para a Ucrânia é na Europa.”

Este conteúdo foi originalmente publicado em Há crimes de guerra cometidos na Ucrânia, diz presidente do Parlamento Europeu no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.