EUA acreditam que Rússia usou míssil de curto alcance em ataque a estação ucraniana


Os Estados Unidos acreditam que a Rússia utilizou um míssil balístico de curto alcance em um ataque a uma estação ferroviária no leste da Ucrânia nesta sexta-feira (8), afirmou uma autoridade sênior da área de defesa dos EUA.

A Ucrânia disse que pelo menos 50 pessoas foram mortas e muitas mais ficaram feridas no ataque à estação da cidade de Kramatorsk, que estava cheia de civis que tentavam fugir da ameaça de uma grande ofensiva russa.

A autoridade de defesa dos EUA, que falou em condição de anonimato, disse que o Pentágono acredita que as forças russas utilizaram um míssil Scarab SS-21 no ataque, mas que a motivação para o ato não estava clara.

O SS-21 é o nome utilizado pela aliança militar Otan para um tipo de míssil conhecido como Tochka nas antigas repúblicas soviéticas.

Os Estados Unidos ainda estão analisando o ataque, e não está claro se munições de fragmentação foram utilizadas, afirmou a autoridade norte-americana.

“Não acreditamos na negativa dos russos, que dizem não serem os responsáveis pelo ataque”, disse a autoridade.

O Ministério da Defesa da Rússia disse, segundo a agência de notícias RIA, que os mísseis que atingiram a estação eram usados apenas pelas forças ucranianas, e que as Forças Armadas russas não tinham alvos programados em Kramatorsk nesta sexta.

Este conteúdo foi originalmente publicado em EUA acreditam que Rússia usou míssil de curto alcance em ataque a estação ucraniana no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.