Rodolfo Landim sofre pressão para mudar futebol do Flamengo, mas banca dupla; entenda


Rodolfo Landim é pressionado para reformular o departamento de futebol do Flamengo

O presidente Rodolfo Landim pode atender a pedidos da sua base de apoio política para reformular o futebol do Flamengo. Afinal, a derrota para o Fluminense na final do Campeonato Carioca ainda não foi digerida por conselheiros e torcedores. Desde então, o dirigente vem sendo pressionado para escolher novos nomes para comandar o departamento.

O Torcedores.com apurou que conselheiros aliados a Rodolfo Landim defendem as saídas do vice-presidente de futebol Marcos Braz, e do diretor executivo Bruno Spindel. Entretanto, o dirigente trata o assunto com cautela antes de fazer mudanças drásticas nestes cargos.

Antes de mais nada, o mandatário defende internamente o trabalho de Marcos Braz e Bruno Spindel. Além disso, destaca com frequência a confiança que tem na dupla. Por isso, Rodolfo Landim argumenta que substitui-los neste momento criaria desentendimentos internos.

Ainda segundo apurou a reportagem, ele quer evitar disputas nos bastidores a fim de evitar que grupos políticos influenciem na escolha dos substitutos. As principais críticas recaem sobre Marcos Braz, que está à frente do futebol rubro-negro desde 2019.

No passado, ele ocupou a pasta durante as conquistas do Campeonato Brasileiro de 2009 e da Copa do Brasil de 2006. Apesar disso, o dirigente vem sendo criticado pela falta de pulso firme para comandar o vestiário.

A Raça Rubro Negra e a Torcida Jovem, principais torcidas organizadas do Flamengo, cobram a saída de Marcos Braz desde o fim do ano passado. Além disso, os integrantes querem as saídas de Diego Alves, Rodinei, Léo Pereira, Renê, Willian Arão, Andreas Pereira e Diego Ribas.

Na última segunda-feira, houve protestos no Aeroporto Internacional Tom Jobim antes do embarque da delegação para Lima. Apesar da estreia com vitória sobre o Sporting Cristal, as organizadas prometem protestar no Centro de Treinamentos George Helal.

Dirigentes que querem mudança de perfil no Flamengo

Nos bastidores do Flamengo, dirigentes próximos a Rodolfo Landim alegam que há falta de criatividade na análise de mercado – seja na busca por jogadores ou de técnicos. Afinal, Paulo Sousa não é uma unanimidade no clube.

Internamente, também há quem veja o Flamengo nas mãos de empresários que tem transito livre na Gávea desde 2019. Aliados políticos de Rodolfo Landim afirmam que ele precisa encontrar um nome que seja capaz de unir o vestiário rubro-negro.

Enquanto lida com essa pressão, o presidente segue prestigiando Marcos Braz e Bruno Spindel no Flamengo. Agora, o foco está na busca por reforços para a sequência da temporada. E os nomes de Arturo Vidal, da Internazionale e, Thiago Mendes, do Lyon, estão em pauta no clube.

Rodolfo Landim projeta seu segundo mandato à frente do Flamengo. Veja o vídeo!

Rodolfo Landim sofre pressão para mudar futebol do Flamengo, mas banca dupla; entendaTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.