O ‘inferno astral’ de Gabriel Jesus no Manchester City e na seleção


A maré negativa de Gabriel Jesus parece não ter fim. Na última vitória do Manchester City, 1 a 0 sobre o Atlético de Madri pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões, o atacante brasileiro entrou no segundo tempo, e, por reclamação, recebeu cartão amarelo e não jogará a próxima partida decisiva, na capital espanhola. Tudo isso diante do técnico Tite, que acompanhava a partida nas tribunas do Etihad Stadium. Seja no clube ou na seleção brasileira, Jesus vive fase preocupante a menos de oito meses para o início da Copa do Mundo do Catar.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O atacante que acabou de completar 25 anos no último dia 3 de abril tem perdido cada vez mais espaço no time ofensivo e dinâmico de Pep Guardiola. Nas últimas dez partidas do City, Gabriel jogou apenas duas vezes os 90 minutos (na partida de volta contra o Sporting, na qual fez um gol anulado pelo VAR, e diante do Peterborough United, na Copa Inglesa).

Na temporada 2021/2022, Gabriel esteve em campo em 31 jogos – sendo 12 saindo do banco-, balançou as redes seis vezes e soma nove assistências. O último gol marcado por Jesus com a equipe foi no dia 7 de janeiro deste ano, na goleada por 4 a 1 do City sobre o Swindon Town, na Copa da Inglaterra.

Gabriel Jesus comemora seu gol com Bernardo SilvaMatt McNulty -/AFP

Na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, diante do Atlético de Madri, Gabriel entrou em campo na metade da segunda etapa e, pouco depois, levou cartão amarelo por reclamação e não estará à disposição do técnico para o jogo decisivo da volta na próxima quarta-feira,13, na Espanha.

Continua após a publicidade

Das arquibancadas, Tite não deve ter gostado do que viu. Na seleção brasileira, a cria do Palmeiras não foi lembrada pelo técnico na última convocação, para as partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo, contra Chile e Bolívia, em março. Fazia três anos e meio que Jesus não ficava de fora de uma lista por opção técnica. Ele terminou as Eliminatórias sem nenhum gol marcado.

Para piorar, o ex-camisa 9 viu diversos jogadores de ataque ganharem espaço na seleção, entre eles, Raphinha (do Leeds United), Matheus Cunha (Atlético de Madri), Anthony (do Ajax) e Vinicius Junior (Real Madrid). Sem balançar as redes pela amarelinha desde 7 de julho de 2019, em jogo da Copa América, Gabriel vai de preferido por Tite à dúvida na seleção a pouco mais de sete meses da Copa do Mundo do Catar.

Antes da partida, em entrevista a TNT Sports, Tite tentou dar força ao atleta, mas admitiu sua má fase. “Nosso departamento de análise (da CBF) viu os decréscimos, tanto nas ações visuais quanto nos números. Ele começou bem a temporada, depois caiu, e está procurando retomar.”

Jesus recebeu duras críticas por passar em branco na última Copa –Buda Mendes/Getty Images

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.