Atividade de serviços da China contrai em março devido a casos de coronavírus


A atividade no setor de serviços da China contraiu no ritmo mais forte em dois anos em março, uma vez que o aumento nos casos de coronavírus restringiu a mobilidade e pesou sobre a demanda, mostrou nesta quarta-feira (6) a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin.

O PMI de serviços foi a 42,0 em março de 50,2 em fevereiro, indo abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração.

A leitura indica o recuo mais intenso da atividade desde o início da pandemia em fevereiro de 2020.

A pesquisa, que foca mais em empresas pequenas em áreas costeiras, vai ao encontro da pesquisa oficial, que também mostrou deterioração no setor de serviços.

Analistas dizem que setores de serviços com mais contato, como transportes e hotelaria, foram os mais afetados, afetando a perspectiva para a esperada recuperação do consumo este ano.

O subíndice de novos negócios caiu pelo segundo mês seguido, e no ritmo mais forte desde março de 2020.

 

Este conteúdo foi originalmente publicado em Atividade de serviços da China contrai em março devido a casos de coronavírus no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.