Nova onda pode comprometer quem tem esquema vacinal incompleto, diz infectologista


Renato Kfouri, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), disse à CNN que o indivíduo sem dose de reforço contra a Covid volta ao estágio de não proteção semelhante a quem tem apenas uma dose ou nenhuma dose.

“Se surgir uma nova onda de casos, estas pessoas que não estão adequadamente vacinadas são as que estarão mais comprometidas – que foi o que aconteceu com a Ômicron“, disse Kfouri.

O infectologista relembra que, no início do ano, o aumento de casos aconteceu com quem não estava em dia. “Em dia com a vacinação é estar com duas doses + a dose de reforço”, afirma.

Questionado sobre a possibilidade sobre a necessidade de vacinação para a população anualmente, como acontece com a vacina da gripe, Kfouri disse que possivelmente acontecerá o mesmo com a Covid.

“É bem possível que tenhamos vacinação da Covid, o que não está claro é o que acontecerá no período pós Covid, se teremos que vacinar toda população como fazemos agora”, disse.

Para o infectologista, com o vírus circulando com de uma forma não tão grave, mais sazonal, a vacinação pode ocorrer apenas em grupos prioritários, como a gripe: em idosos, crianças e imunocomprometidos.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Nova onda pode comprometer quem tem esquema vacinal incompleto, diz infectologista no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.