Fiasco italiano e tropeços da França animam sonho do hexa brasileiro


Mais de 69.000 pessoas foram ao Maracanã para se despedir do Brasil antes da Copa do Mundo. Em jogo válido pela rodada 17 das Eliminatórias, a seleção brasileira, já com vaga garantida no Catar, confirmou o retrospecto sob comando de Tite, goleou o Chile por 4 a 0 e empolgou a torcida. Mais cedo, em Palermo, a Itália, campeã da Eurocopa, viu a chance de voltar ao Mundial escapar após uma derrota para a Macedônia do Norte, na repescagem do continente.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Não foi o primeiro tropeço italiano desde o título europeu no ano passado. Na fase de grupos das Eliminatórias da Copa, o time treinado por Roberto Mancini, hoje em sexto lugar do ranking da Fifa, perdeu pontos para a Bulgária (71ª no ranking), para a Irlanda do Norte (54ª) e para a concorrente direta Suíça, 14ª na lista. Caso tivesse vencido um desses jogos, teria ido de forma direta ao Mundial, em vez de ter ficado atrás dos suíços. Já a Macedônia do Norte, algoz na repescagem, ocupa a 67ª posição do ranking.

O Brasil, apontado muitas vezes como inferior aos principais europeus e com vitórias relativizadas por enfrentar apenas seleções sul-americanas, ainda está invicto no torneio de classificação para o Catar. Foram 16 jogos, com 13 vitórias e três empates. A equipe de Tite marcou 36 gols e sofreu apenas cinco. O pior time da América do Sul no ranking da Fifa é a Bolívia, ocupante da 76ª posição, enquanto a Europa conta com o pior colocado da classificação feita pela entidade: San Marino, na posição 210. A delegação de futebol do pequeno país venceu apenas um jogo na história.

A derrota para times mais fracos não é exclusividade italiana. Inglaterra, Alemanha, Bélgica, França, Portugal, Holanda e Espanha também tropeçaram em adversários inferiores no ciclo para a Copa do Catar. A seleção húngara (41º no ranking da Fifa), por exemplo, arrancou empates de ingleses, alemães e franceses. Outra “pequena valente” foi a Grécia, 55ª colocada do ranking, que conseguiu empates por 1 a 1 com as seleções belga e espanhola.

Confira o caminho trilhado pelas favoritas europeias rumo à Copa do Mundo:

PORTUGAL

1×0 Azerbaijão
2×2 Sérvia
3×1 Luxemburgo
2×1 Irlanda
3×0 Azerbeijão
5×0 Luxemburgo
0x0 Irlanda
1×2 Sérvia
3×1 Turquia – repescagem

*jogo contra a Macedônia do Norte no próximo dia 29 decide vaga no Mundial

ESPANHA

1×1 Grécia
2×1 Geórgia
3×1 Kosovo
1×2 Suécia
4×0 Geórgia
2×0 Kosovo
1×0 Grécia
1×0 Suécia

ITÁLIA (desclassificada na repescagem)

2×0 Irlanda do Norte
2×0 Bulgária
2×0 Lituânia
1×1 Bulgária
0x0 Suíça
5×0 Lituânia
1×1 Suíça
0x0 Irlanda do Norte
0x1 Macedônia do Norte – repescagem

Continua após a publicidade

FRANÇA

1×1 Ucrânia
2×0 Cazaquistão
1×0 Bósnia e Herzegovina
1×1 Bósnia e Herzegovina
1×1 Ucrânia
2×0 Finlândia
8×0 Cazaquistão
2×0 Finlândia
2×1 Costa do Marfim – amistoso

BÉLGICA

3×1 País de Gales
1×1 República Checa
8×0 Bielorrússia
5×2 Estonia
3×0 República Checa
1×0 Bielorrússia
3×1 Estonia
1×1 País de Gales

HOLANDA

2×4 Turquia
2×0 Letônia
7×0 Gibraltar
1×1 Noruega
4×0 Montenegro
6×1 Turquia
1×0 Letônia
6×0 Gibraltar
2×2 Montenegro
2×0 Noruega

INGLATERRA

5×0 San Marino
2×0 Albânia
2×1 Polônia
4×0 Hungria
4×0 Andorra
1×1 Polônia
5×0 Andorra
1×1 Hungria
5×0 Albânia
10×0 San Marino

ALEMANHA

3×0 Islândia
1×0 Romênia
1×2 Macedônia do Norte
2×0 Liechtenstein
6×0 Armênia
4×0 Islândia
2×1 Romênia
4×0 Macedônia do Norte
9×0 Liechtenstein
4×1 Armênia

Confira o caminho trilhado pelo Brasil rumo à Copa do Mundo:

5×0 Bolívia
4×2 Peru
1×0 Venezuela
2×0 Uruguai
2×0 Equador
2×0 Paraguai
1×0 Chile
2×0 Peru
3×1 Venezuela
0x0 Colômbia
4×1 Uruguai
1×0 Colômbia
0x0 Argentina
1×1 Equador
4×0 Paraguai
4×0 Chile

*faltam Bolívia x Brasil e Brasil x Argentina para que os 18 jogos sejam realizados

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.