Oscar 2022: cerimônia vai “reconhecer respeitosamente a crise na Ucrânia”


O Oscar 2022 não deixará de reconhecer a guerra em curso na Ucrânia, de acordo com o produtor executivo do programa, Will Packer.

“Este é um momento realmente único na história da humanidade e estamos muito cientes disso”, disse Packer a repórteres durante uma entrevista coletiva virtual nessa quinta-feira (24).

“E você não realiza um evento como esse sem estar ciente disso e sem encontrar uma maneira de reconhecer respeitosamente onde estamos e quão afortunados somos por podermos realizar essa cerimônia.”

 

 

O Oscar deste ano acontecerá em meio a um conflito cada vez mais devastador após a invasão da Ucrânia pela Rússia há cerca de um mês, e mais de dois anos após o início da pandemia de Covid-19, que Packer disse ter “parecido décadas”.

“Você pensa nas dificuldades e desafios de fazer um show como este no ano passado – e não estamos completamente livres dessa situação em termos de Covid e agora ainda temos outros desafios. E então você pensa no cenário mundial. Vamos reconhecer o que está acontecendo e fazê-lo de uma forma respeitosa e que mostre o quanto somos gratos”, acrescentou. “E acho que parte de ser grato é ter certeza de que usamos esta oportunidade para ser uma celebração, uma libertação e uma fuga para as pessoas que realmente precisam disso”.

Amy Schumer, Wanda Sykes e Regina Hall serão as anfitriãs da cerimônia, que acontece no domingo (27).

Schumer, que não esteve presente na coletiva de imprensa, mas garantiu por meio de comunicado que sua ausência não estava relacionada ao Covid, havia dito anteriormente que havia sugerido aos produtores que tentassem fazer com que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky aparecesse via satélite.

Packer não disse se a ideia foi vetada ou não, afirmando apenas que o planejamento estava “ainda em andamento”.

Wanda Skyes brincou, no entanto: “Ele não está ocupado agora?”

Hall, por sua vez, classificou os planos do produtor para um reconhecimento da Ucrânia como “bonitos”. “É uma situação delicada e… acho que o público vai gostar”, disse ela.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Oscar 2022: cerimônia vai “reconhecer respeitosamente a crise na Ucrânia” no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.