F1 mantém GP da Arábia Saudita após míssil cair a 10km do autódromo


F1 não mudou de ideia e manteve todas as atividades do GP da Arábia Saudita mesmo após ataques com míssil feitos por rebeldes do Iêmen

A Fórmula 1 tomou a decisão na noite desta sexta-feira (25) de manter a realização do Grande Prêmio da Arábia Saudita mesmo depois de um míssil atingir uma refinaria de petróleo próximo do circuito.

Informações relatadas por jornalistas presentes no Circuito Internacional de Jeddah afirmam que uma reunião foi realizada entre representantes da FIA, da Liberty Media com chefes de todas as equipes. Esta reunião terminou por volta das 19h (horário de Brasília) e uma rápida coletiva foi realizada para confirmar que o final de semana estava mantido.

No entanto, os pilotos iniciaram uma reunião paralela após esta decisão e ficaram reunidos por duas horas. Durante a reunião, alguns diretores de equipes e da FIA foram sendo chamados para tentar chegar a um acordo.

As conversas duraram até 2h da madrugada pelo horário local e os pilotos deixaram a reunião em silêncio, sem falar com jornalistas presentes. Porém, diretores das equipes e representantes oficiais da F1 confirmaram aos jornalistas que as atividades estão oficialmente mantidas para o GP da Arábia Saudita.

F1: Treinos livres neste sábado começam às 11h (horário de Brasília)

Com isso, os pilotos terão menos de 14 horas para estarem na pista novamente na terceira bateria de treinos livres, apesar da insegurança com os confrontos entre forças rebeldes do Iêmen (apoiadas pelo Irã) contra forças dos Emirados Árabes e Arábia Saudita por disputa de controle político na região.

F1 mantém GP da Arábia Saudita após míssil cair a 10km do autódromoTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.