Fórmula 1 hoje: Estado de saúde de Michael Schumacher, Verstappen desabafa e Mercedes x Ferrari


F1 está pronta para a próxima corrida que acontece no domingo, 27 de março

A Red Bull não está nada contente com o desempenho da equipe na primeira corrida de 2022 da Fórmula 1 e foi a vez do atual campeão, Max Verstappen, desabafar sobre o assunto; confira tudo o que rolou hoje, 23:

Felipe Massa surpreende e abre o jogo sobre o estado de saúde de Michael Schumacher, ex-piloto de F1

Ex- piloto da Fórmula 1, Felipe Massa comentou sobre uma das maiores incógnitas do esporte mundial: o estado de saúde de Michael Schumacher. Em 2013, ele  sofreu um grave acidente de esqui e desde então é mantido em segredo como ele realmente está.

“Me mantenho atualizado. Sempre tive uma amizade muito grande com ele, mas não tinha contato com a esposa dele. Depois daquilo que aconteceu, eu sempre respeitei a decisão da família, eles tentam proteger o Michael da melhor maneira possível, a cada momento, não expondo, não falando”, afirmou Felipe Massa em entrevista ao Betway.

“Tenho uma noção de como ele está, tenho pessoas que são próximas e me passam informação, mas logicamente a gente tem que seguir e respeitar a decisão da família de proteger ele”, finalizou Massa.

Fórmula 1: Verstappen desabafa sobre abandono da Red Bull F1: “Decepcionante”

Na primeira corrida de F1 do ano, os dois pilotos da Red Bull Max Verstappen e Sergio Perez, não conseguiram terminar o GP do Bahrein e acabaram pelo meio do caminho. Em entrevista divulgada pelo site GPFans, o atual campeão da competição desabafou sobre o desempenho.

“Você sempre diz para si mesmo e para a equipe também que temos que marcar pontos. Não importa se é primeiro ou segundo no primeiro fim de semana de corrida”, afirmou Verstappen.

“O problema da direção não foi fácil de dirigir por não ter uma noção do que o carro estava fazendo porque não era natural. Você pode perder a direção hidráulica e fica apenas pesado, mas isso estava quase preso em alguns lugares, então era muito difícil pilotar”, confessou o piloto de Fórmula 1.

Fórmula 1: CEO faz previsão ousada para a categoria: “Tem potencial”

CEO da Fórmula 1,  Stefano Domenicali falou em entrevista à Sky Sports sobre como a categoria vem crescendo ao longo do anos e a possibilidade de alcançar o número de 30 corridas por temporada:  “Acho que há potencial para chegar a 24 corridas. Eu diria que há potencial para chegar a 30! Em termos de interesse que vemos em todo o mundo”, contou o italiano.

“Cabe a nós tentarmos encontrar o equilíbrio certo, considerando quais são os locais que gostariam de ter a F1, quais são os valores históricos que precisamos ver no calendário”, afirmou o CEO da F1.

Fórmula 1: Mercedes F1 não acha que seu motor seja inferior ao da Ferrari

Na pré-temporada da Fórmula 1, o desempenho da Ferrari chamou atenção e isso pode ser comprovado na primeira corrida do ano, o GP do Bahrein, com a dobradinha de Charles Leclerc em primeiro e Carlos Sainz em segundo lugar no pódio. 

Quem vem sendo questionado é a Mercedes, equipe de Lewis Hamilton, que conseguiu a façanha de, em meio às dúvidas, fechar o pódio no terceiro lugar.

Para Toto Wolff, chefe de equipe da Mercedes F1, o problema não é o motor ‘mais fraco’ ou a falta de potência. “Não acho que haja grande diferença entre as unidades de potência, mas claramente a Ferrari deu um grande passo à frente porque no ano passado eles não eram totalmente competitivos. Se você olhar como um evento singular no Bahrein, é como se eles tivessem superado todos os outros”, disse Wolff.

Fórmula 1 hoje: Estado de saúde de Michael Schumacher, Verstappen desabafa e Mercedes x FerrariTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.