Remédios para emagrecer proibidos são associados a mortes e danos à saúde


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou no início deste mês uma lista com 140 cápsulas de emagrecimento proibidas no Brasil. Poucos dias antes, uma enfermeira de 42 anos morreu, vítima de uma hepatite fulminante causada pelo uso de um composto de ervas para perder peso com venda não autorizada no país.

Um dos fatores que contribui para o consumo indevido de emagrecedores ilegais é a busca por uma visão idealizada de corpo perfeito. Em alguns casos, a pressão para se adequar a um padrão estético influencia comportamentos que, em casos mais graves, se transformam em doença: os distúrbios alimentares.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um alerta sobre os danos à saúde atribuídos a remédios para emagrecer proibidos pela Anvisa e vendidos ilegalmente no Brasil. Para descrever os riscos dessas drogas e a luta contra transtornos alimentares, participam deste episódio o hepatologista Raymundo Paraná, professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), a médica endocrinologista Maria Edna de Melo e a jornalista e escritora Daiana Garbin.

Conheça outros podcasts da CNN Brasil:

Horário de Brasília

5 Fatos

À Prioli

Semana de 22 – Bem mais que o modernoso

Entre Vozes

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com apresentação de Carol Nogueira
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã / CNN Brasil

(* Publicado por Diego Toledo)

Este conteúdo foi originalmente publicado em Remédios para emagrecer proibidos são associados a mortes e danos à saúde no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.