Osteoartrite: conheça as características da doença que cresce no mundo


A osteoartrite é uma doença que afeta as articulações caracterizada pela degeneração das cartilagens com inflamação. Um levantamento do Colégio Americano de Reumatologia, publicado no periódico Arthritis & Rheumatology, revelou um crescimento no número de casos no mundo.

Segundo o estudo, realizado com base em dados que cobrem o período entre 1990 e 2019, houve uma alta global de casos de 113,25% no período estudado. O salto foi de 247,5 milhões, em 1990, para quase 528 milhões em 2019.

No Brasil, estima-se que cerca de 12 milhões de brasileiros tenham osteoartrite, o equivalente a 6,3% da população adulta. A prevalência aumenta entre idosos: depois dos 65 anos, 85% apresentam evidência radiológica da doença.

Na edição desta segunda-feira (21) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou as principais características da osteoartrite.

Os sintomas da doença incluem dor e inchaço nas articulações, redução da mobilidade e ruídos frequentes na movimentação das articulações.

“É esperado que você tenha na verdade um leque de opções de movimentos que você possa fazer, se você tem uma redução na sua capacidade de movimentação, isso também pode fazer parte desse diagnóstico”, diz Gomes.

Os joelhos, quadris e as mãos têm sido as principais articulações afetadas pela osteoartrite. “Estamos mais sentados, com mais peso, colocando mais sobrecarga no corpo, com menos movimento, as mãos com mais utilização para, por exemplo, digitar, desde o próprio computador ou mesmo o aparelho celular ou tablet”, explica Gomes.

Segundo o neurocirurgião, o avanço na capacidade de diagnóstico também é um fator que contribui para o alto número de casos detectados nos últimos anos.

O ortopedista Pedro Baches explica que o tratamento tem como objetivo prevenir o desgaste da articulação. “O tratamento clínico é baseado em quatro pilares: medicamentos que melhoram a condição da cartilagem articular, perda de peso para não sobrecarregar a articulação, atividade aeróbica para estimular a cartilagem e, por fim, o fortalecimento muscular adequado”, afirma.

Sobre o levantamento

O levantamento foi realizado a partir de informações coletadas pelo consórcio conhecido como Global Burden Disease (Carga Global de Morbidade), que reúne 7 mil pesquisadores de mais de 150 países.

A doença, ainda de acordo com o levantamento, afeta mais as mulheres do que os homens. Foram identificadas diferenças geográficas, sendo os países com maior índice de desenvolvimento com uma incidência mais alta, o que pode estar relacionado a diagnósticos precisos e precoces.

A osteoartrite do joelho é o problema que mais impacta no índice do Global Burden of Diseases, embora, percentualmente, a osteoartrite de quadril seja a que apresenta maior crescimento. O envelhecimento da população e a obesidade são os fatores que mais contribuíram para a expansão da doença entre 1990 e 2019.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Osteoartrite: conheça as características da doença que cresce no mundo no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.