Estado de SP começa aplicação de 4ª dose em idosos a partir de 80 anos nesta 2ª


O estado de São Paulo dá início nesta segunda-feira (21) à aplicação da quarta dose da vacina contra a Covid-19 em idosos acima de 80 anos de idade. De acordo com o governo do Estado, cerca de 900 mil pessoas poderão a receber a aplicação, desde que tenham recebido a dose de reforço (3ª dose) com um intervalo de quatro meses.

A imunização desta faixa etária com uma nova dose de reforço é uma recomendação do Comitê Científico da Covid-19 no estado. A orientação considerou o alto índice de mortalidade entre os idosos desta faixa etária durante a circulação da variante Ômicron, que foi superior aos óbitos ocorridos nos dois outros picos da pandemia em 2020 e 2021.

Para esta fase da campanha, a recomendação do governo do Estado é de que todos os imunizantes disponíveis na rede poderão ser aplicados como quarta dose, independentemente do fabricante.

Cronograma da cidade de São Paulo

Na capital paulista, a Secretaria Municipal de Saúde antecipou o início da aplicação da quarta dose em idosos a partir de 80 anos. A campanha começou na sexta-feira (18), em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, que funcionam das 7h às 19h, além dos megapostos e drive-thrus, das 8h às 17h.

Além da vacinação nos postos, a prefeitura realiza a imunização dos idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) e em domicílio para aqueles que não podem se locomover.

O público-alvo estimado é de 250 mil idosos na cidade de São Paulo.

Quarta dose para imunossuprimidos

Em dezembro, o Ministério da Saúde recomendou a aplicação da quarta dose contra a Covid-19 em para indivíduos imunocomprometidos com mais de 18 anos que já completaram o esquema primário de vacinação, que considera as duas doses da vacina e a dose adicional. O intervalo para a aplicação desta nova dose é de quatro meses contados a partir da conclusão ciclo vacinal inicial.

O público-alvo desta campanha foi estendido em fevereiro a adolescentes de 12 a 17 anos imunossuprimidos, seguindo a mesma orientação de intervalo.

As pessoas imunossuprimidas estão entre os grupos prioritários desde o começo da campanha de vacinação no Brasil.

Os grupos são definidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) e incluem pessoas com imunodeficiência primária grave, em quimioterapia para câncer ou transplantados (de órgão sólido ou de células tronco), que fazem uso de drogas imunossupressoras, além de pessoas vivendo com HIV/Aids.

Cuidados básicos ajudam a prevenir a Covid-19

Este conteúdo foi originalmente publicado em Estado de SP começa aplicação de 4ª dose em idosos a partir de 80 anos nesta 2ª no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.