Renda média do brasileiro cai 1,1% no trimestre até janeiro; queda anual chega a 9,7%


Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) referente ao trimestre encerrado em janeiro indicam que a renda média da população caiu 1,1% em relação ao trimestre anterior, encerrado em outubro, indo de R$ 2.518 para R$ 2.489. A divulgação foi feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (18).

Na comparação anual – com o trimestre englobando novembro e dezembro de 2020 e janeiro de 2021 – a queda foi ainda maior, de 9,7%. Naquele período, a renda média foi de R$ 2.755.

“Embora haja expansão da ocupação e mais pessoas trabalhando, isso não está se revertendo em crescimento do rendimento dos trabalhadores em geral”, diz a coordenadora de trabalho e rendimento do IBGE, Adriana Beringuy.

A especialista destaca ainda que, a retração dos rendimentos, que costuma ser associada ao trabalhador informal, esteve disseminada para outras formas de inserção e não apenas às relacionadas à informalidade.

Nenhum dos setores da economia analisados teve alta na renda dos empregados. Na indústria, a queda foi de 4,1%, cerca de R$ 102, e ocorreu mesmo com alta nos empregos com carteira.

A área de administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais teve recuo de 2,1% na renda média, cerca de R$ 76. O segmento de serviços domésticos teve queda na renda média de 3,1%, cerca de R$ 30.

Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas caiu 6%, cerca de R$ 130, enquanto informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas registrou queda de 7,5%,cerca de R$ 288.

Segundo os dados da Pnad Contínua, a renda média da população iniciou uma tendência de queda a partir de setembro de 2020 (então em R$ 2.876), mesmo mês em que o governo federal reduziu pela metade o valor do auxílio emergencial criado durante a pandemia. Além da perda do valor, o cenário de crise econômica, com atividade menor e inflação alta, afeta a renda da população.

O IBGE divulgou nesta manhã que a taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,2% no trimestre encerrado em janeiro. O número é o menor para o período desde 2016, e fica 0,9 ponto percentual abaixo da taxa registrada no trimestre anterior, encerrado em outubro.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Renda média do brasileiro cai 1,1% no trimestre até janeiro; queda anual chega a 9,7% no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.