Astronautas sofrem de ‘anemia espacial’


A microgravidade do espaço faz com que os fluidos do corpo se redistribuam. Após 10 dias no espaço, o corpo perde 10% a 12% do volume sanguíneo – e destrói uma quantidade proporcional de hemácias, que carregam o oxigênio no sangue (e cuja falta causa anemia).

O processo se chama hemólise, e causa danos que persistem mesmo um ano depois que a pessoa voltou à Terra. Essa foi a conclusão de cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá) após analisar amostras de sangue de 14 astronautas (1) que passaram em média seis meses a bordo da Estação Espacial Internacional.

LEIA MAIS: O que um ano no espaço faz com o corpo humano

Fonte 1. Hemolysis contributes to anemia during long-duration space flight. G Trudel e outros, 2022.

Compartilhe essa matéria via:

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.