Presidente da Letônia diz que base permanente da Otan no país é necessária


O presidente da Letônia, Egils Levits, enfatizou neste domingo (13) que uma base militar permanente da Otan na país é “absolutamente” necessária para proteger a população contra qualquer potencial agressão russa.

“Absolutamente. A Otan deve fortalecer o flanco oriental da organização. São os países bálticos, como a Polônia, a Romênia. Isso precisa ser um sinal forte para Moscou de que a Otan está pronta para defender os estados membros”, disse Levits a Dana Bash, da CNN, sobre o “Estado da União” e o anúncio do secretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, sobre uma base permanente da Otan na Letônia, que protegeria o país.

“Saúdo também as tropas americanas na Polônia e no Báltico, e precisamos da presença de tropas americanas também aqui nesta área”, acrescentou.

“Eles devem defender nosso modo de vida e nossas democracias, e esta é uma questão de confiança do Ocidente. É um teste para o Ocidente, para a liderança americana. E tenho certeza de que a América e o Ocidente como um todo passarão neste teste.”

A Letônia, membro da Otan que faz fronteira com a Rússia, condenou nos últimos dias a invasão não provocada da Ucrânia pelos russos. A guerra fez com que os EUA ajudassem a Letônia a reforçar suas defesas, inclusive enviando centenas de tropas americanas e alguns caças para o país.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Presidente da Letônia diz que base permanente da Otan no país é necessária no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.