Britânicos receberão 350 libras por mês para abrigar refugiados ucranianos


O Reino Unido pagará às pessoas para abrirem suas casas para ucranianos que fogem da invasão russa, enquanto o governo se move para desviar a raiva da população por sua resposta à crise de refugiados que mais cresce na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

O novo esquema, chamado “Casas para a Ucrânia”, permitirá que refugiados da guerra venham para o Reino Unido mesmo que não tenham laços familiares, disse o governo neste domingo (13).

O Reino Unido pagará às pessoas 350 libras (R$ 2.315,96) por mês se puderem oferecer aos refugiados um quarto ou propriedade vago por um período mínimo de seis meses.

O primeiro-ministro Boris Johnson tentou retratar a Grã-Bretanha como um país ajudando a liderar a resposta global à invasão russa – que Moscou chama de “operação especial” -, mas seu governo enfrentou críticas por atrasos na aceitação de refugiados.

Parlamentares de todos os principais partidos políticos atacaram a insistência do governo de que os ucranianos busquem vistos e testes biométricos antes de chegar ao Reino Unido, dizendo que isso prioriza a burocracia sobre o bem-estar daqueles que fogem da guerra.

Sob o novo esquema, membros do público, instituições de caridade, empresas e grupos comunitários devem poder oferecer acomodações por meio de uma página da internet até o final da próxima semana, disse o governo.

“O Reino Unido apoia a Ucrânia em seu momento mais sombrio e o público britânico entende a necessidade de colocar o maior número de pessoas em segurança o mais rápido possível”, disse Michael Gove, ministro da Habitação, em comunicado.

“Peço às pessoas de todo o país que se unam ao esforço nacional e ofereçam apoio aos nossos amigos ucranianos. Juntos, podemos dar um lar seguro para aqueles que precisam desesperadamente”.

Qualquer pessoa que ofereça um quarto ou casa terá que mostrar que a acomodação atende aos padrões e pode ter que passar por verificações de antecedentes criminais.

O número de refugiados que fogem da Ucrânia pode aumentar para mais de 4 milhões, o dobro das estimativas atuais de cerca de 2 milhões, disse a Agência da ONU para Refugiados (Acnur) na semana passada.

Refugiados deixam a Ucrânia por causa da guerra

Este conteúdo foi originalmente publicado em Britânicos receberão 350 libras por mês para abrigar refugiados ucranianos no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.