Futuro reforço do Atlético-MG, Cristián Pavón chega a três meses sem entrar em campo


Cristián Pavón não disputa uma partida oficial desde dezembro de 2021

No dia 25 de fevereiro, o Atlético-MG acertou a contratação do atacante Cristián Pavón. Entretanto, o jogador só irá se apresentar somente em julho. Afinal, o Boca Juniors não aceitou liberá-lo sem receber uma compensação financeira.

Desde então, ele foi afastado do elenco e passou a treinar em horários alternativos na Casa Amarilla Training Ground. Fora dos planos do técnico Sebastián Battaglia, o atacante seque foi inscrito para a disputa do Campeonato Argentino.

Dessa forma, Cristián Pavón ainda não conseguiu entrar em campo pelo Boca Juniors em 2022. O atacante já acumula três meses sem atuar. Sua última partida aconteceu no dia 11 de dezembro. Depois disso, ele não foi mais visto com a camisa Xeneize.

O atacante foi titular na vitória do Boca Juniors por 8 a 2 sobre o Central Cordoba. Além de ser eleito o craque do jogo, ele marcou dois gols e fez duas assistências. Desde aquela partida, o argentino foi “escanteado”, como se diz na gíria do futebol, pela comissão técnica.

No Boca Juniors, ao menos, existe uma explicação para a ausência do atleta. Segundo a diretoria, Cristián Pavón foi afastado definitivamente do elenco após não chegar a um acordo para renovar seu contrato com o clube.

A boa notícia é que, graças ao bom relacionamento com o empresário Fernando Hidalgo, que o Atlético-MG vem colhendo informações sobre Cristián Pavón. O atacante vem cumprindo diariamente uma rotina de treinos físicos e técnicos monitorados à distância pelo Galo.

A carreira de Cristián Pavón

Cria do Talleres, Cristián Pavón foi adquirido pelo Boca Juniors em 2014. Ele custou US$ 3,4 milhões (R$ 19 milhões, à época) aos cofres do clube. Entretanto, o atacante não conseguiu se firmar na sua primeira temporada pela equipe Xeneize.

Posteriormente, foi emprestado ao Colón onde teve passagem destacada. Ao retornar ao Boca Juniors, o jogador, nesse meio tempo, se tornou peça-chave no time comandado por Guilhermo Barros Schelotto. E, por isso, acumulou boas atuações e títulos pelo clube.

Em 2019, Cristián Pavón deixou novamente o La Bombonera. Mas desta vez foi seduzido pelos dólares do Los Angeles Galaxy. Nas duas temporadas que atuou na Major League Soccer, o atleta disputou 35 jogos, marcou 14 gols, fez oito assistências e entrou para a seleção da MLS.

No ano passado, por exemplo, o ponta-esquerda disputou 36 partidas pelo Boca Juniors, sendo sete na Copa Libertadores da América, 21 no Campeonato Argentino, quatro na Copa da Argentina e quatro na Copa da Liga Argentina.

Futuro reforço do Atlético-MG, Cristián Pavón chega a três meses sem entrar em campoTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.