Jogos como Wordle ou Termoo ajudam o cérebro


Vangloriar-se no jogo online de palavras Wordle, indiscutivelmente uma das mais novas formas humildes de se gabar, tomou conta das redes sociais. Resolver o quebra-cabeça diário de cinco letras e fazê-lo em apenas três, duas ou até mesmo em apenas uma tentativa (!) é um orgulho para muitos.

Mas ser bom em Wordle significa que você é mais inteligente do que a média das pessoas, ou do que um colega que também joga no quebra-cabeças?

 

 

“Não”, disse o pesquisador de memória e aprendizado Aaron Seitz, professor de psicologia da Universidade da Califórnia, Riverside, que fundou o Brain Game Center da universidade. “Você é apenas uma pessoa que se sai bem no Wordle versus outra pessoa que não se sai tão bem no Wordle”.

Isso é muito parecido com as pessoas que são realmente boas no jogo de palavras Scrabble, tão boas que elas competem em torneios internacionais, disse Penny Pexman, professora de psicologia da Universidade de Calgary, que estudou os cérebros dos jogadores de Scrabble.

“Jogadores de Scrabble reconhecem palavras mais rapidamente, especialmente na orientação vertical, mas não achamos que essas vantagens são transferidas para tarefas não relacionadas ao Scrabble”, disse Pexman. “Assim que você mostra a eles algum outro tipo de padrão visual ou símbolo que não seja uma letra, eles parecem ser como qualquer outro ‘não especialista’”.

O mesmo se aplica ao xadrez, disse ela. Se as peças de xadrez não estiverem em suas posições legais ou se outras informações forem apresentadas em um tabuleiro de xadrez, a capacidade do jogador de escanear visualmente e entender o tabuleiro não é melhor que a da média.

“Com o treinamento do cérebro, os benefícios são bastante específicos”, disse Pexman.

É por isso que é improvável que “ficar muito, muito bom em Wordle” torne seu cérebro “muito bom em qualquer outra coisa”, disse o psicólogo cognitivo Jonathan King, consultor científico sênior do diretório da Divisão de Pesquisa Comportamental e Social do Instituto Nacional do Envelhecimento, que financia pesquisas sobre treinamento cerebral.

E se você estiver jogando Wordle na esperança de que isso possa evitar que seu cérebro envelheça, a pesquisa até agora não mostrou nenhuma proteção generalizada significativa contra a maioria dos jogos de treinamento cerebral, acrescentou King.

“Esse é um problema que temos com o treinamento cognitivo em geral”, disse King. “É difícil encontrar um treinamento que se traduza em uma mudança de longo prazo no cérebro que possa proteger você do comprometimento cognitivo, declínio ou demência”.

Maximizando os benefícios do Wordle

Muitas pessoas que gostam de jogar Wordle, Scrabble, palavras cruzadas ou outros tipos de quebra-cabeças costumam ter o que os psicólogos chamam de “necessidade de cognição”, disse Pexman.

“Algumas pessoas simplesmente gostam de quebra-cabeças”, disse ela. “E sabemos que a necessidade de cognição é diferente de inteligência. Portanto, não é necessariamente algo que você faz porque é inteligente, é algo que você faz porque é disso que você gosta”.

Jogar Wordle é diferente de jogar palavras cruzadas, disse King, porque você não precisa saber o significado das palavras ou mesmo ter um grande vocabulário.

“São todas as palavras de cinco letras. Mas dito isso, você precisa ser capaz de fazer muito com essas palavras de cinco letras”, disse King. “Geralmente, pensamos em algo assim como uma tarefa de raciocínio dedutivo, que provavelmente estaria associada à atividade nos lobos frontais e pré-frontais do cérebro”.

A área de memória de trabalho visual do cérebro, que está alojada na região do córtex pré-frontal acima da testa, está definitivamente envolvida, disse Pexman.

“É como um bloco de desenho mental onde você mantém a informação visual em mente e a manipula, que é uma habilidade particular para a qual algumas pessoas têm muita capacidade e outras menos”, disse Pexman.

Além de manipular informações na memória por um curto período de tempo, “sua capacidade de ter foco de atenção também está muito envolvida”, disse Seitz.

Enquanto Wordle pode estar exercitando os “músculos” cerebrais específicos de memória visual e atenção, a aplicação de estratégias como (ALERTA DE SPOILER) o uso de palavras com muitas vogais ou um banco de dados de palavras de cinco letras podem deixar esse músculo atrofiar, disse ele.

“Assim que você começa a usar estratégias para resolver o quebra-cabeça, você tira a carga de seus processos de atenção e memória, o que pode diminuir os benefícios potenciais do Wordle”, disse Seitz.

“Meu conselho geral é escolher uma atividade cerebral que ofereça um desafio”, acrescentou. “Então, quando você começar a sentir que é realmente bom nisso, escolha outra atividade que lhe dê um novo desafio. E assim, alternando entre esses diferentes tipos de desafios, você obtém a variedade que exercitará seu cérebro de maneiras diferentes”.

Não é fã de Wordle?

 Não gosta de jogos de palavras ou quebra-cabeças? Tudo bem, dizem os psicólogos. A pesquisa identificou muitas outras atividades que podem fornecer impulso para o cérebro.

“Se eu fosse recomendar uma coisa às pessoas para garantir um envelhecimento saudável do cérebro, eu diria exercícios”, disse Pexman. “Todos os efeitos positivos do fluxo sanguíneo saudável na cognição estão muito bem estabelecidos”.

A dança é uma excelente escolha, acrescentou ela, porque não apenas envolve habilidades cognitivas espaciais, mas também adiciona interação social, que a pesquisa também mostrou ser a chave para permanecer cognitivamente alerta.

A pesquisa está começando a mostrar que outras atividades também funcionam, acrescentou Seitz, como aprender a tocar um instrumento musical, aprender uma segunda língua ou como pintar, cozinhar e a fotografar.

“Quando as pessoas pedem meu conselho sobre uma estratégia para um cérebro mais saudável, digo a elas que, com o que sabemos agora, aprenda uma coisa nova todos os dias”, disse Seitz.

“Eu sempre digo que se você pegar um dedo e levantar pesos com ele todos os dias, você terá um dedo muito forte. Isso se aplica ao cérebro também, então desafie seu cérebro de maneiras diferentes”.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Jogos como Wordle ou Termoo ajudam o cérebro no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.