Clubes da Turquia tentaram atravessar negociação do Atlético-MG com Pavón


Cristián Pavón tem contrato com o Boca Juniors até junho de 2022

Após o o acerto de Cristián Pavón com o Atlético-MG, o empresário Fernando Hidalgo foi procurado por clubes europeus que tentaram atravessar a negociação. Porém, o atacante do Boca Juniors já tinha pré-contrato assinado com o Galo.

O Torcedores.com apurou que Besiktas e Fenerbahçe ofereceram 1,5 milhão de euros (R$ 8,2 milhões, pela cotação atual) para comprar 80% dos direitos econômicos junto ao clube argentino. E salários de 437 mil euros (R$ 2,4 milhões por mês).

Cristián Pavón, porém, honrou o compromisso pré-acordado com o Atlético-MG e se recusou a conversas com os turcos. O atacante de 26 anos é esperado no Brasil em julho para exames médicos e assinatura por quatro temporadas.

Ainda segundo apurou a reportagem, Besiktas e Fenerbahçe aceitariam pagar 1 milhão de euros (R$ 5,4 milhões) de luvas por um acordo por cinco temporadas. Apesar disso, o argentino não se convenceu a desfazer o compromisso com o Atlético-MG.

Após semanas de conversas, Cristián Pavón disse “não” aos turcos por entender que a diretoria atleticana o valorizou quando foi “escanteado”, como se diz na gíria do futebol, pelo técnico Sebastián Battaglia.

Enquanto não se apresenta ao Atlético-MG, Cristián Pavón treina em horários alternativos no Boca Juniors Training Centre, em Buenos Aires. Sem acordo para deixar imediatamente o clube argentino, ele foi afastado do elenco pela diretoria Xeneize.

A carreira de Cristián Pavón 

Cria do Talleres, Cristián Pavón foi adquirido pelo Boca Juniors em 2014. Ele custou US$ 3,4 milhões (R$ 19 milhões, à época) aos cofres do clube. Entretanto, o atacante não conseguiu se firmar na sua primeira temporada pela equipe Xeneize.

Posteriormente, foi emprestado ao Colón onde teve passagem destacada. Ao retornar ao Boca Juniors, o jogador, nesse meio tempo, se tornou peça-chave no time comandado por Guilhermo Barros Schelotto. E, por isso, acumulou boas atuações e títulos pelo clube.

Em 2019, Cristián Pavón deixou novamente o La Bombonera. Mas desta vez foi seduzido pelos dólares do Los Angeles Galaxy. Nas duas temporadas que atuou na Major League Soccer, o atleta disputou 35 jogos, marcou 14 gols, fez oito assistências e entrou para a seleção da MLS.

No ano passado, por exemplo, o ponta-esquerda disputou 36 partidas pelo Boca Juniors, sendo sete na Copa Libertadores da América, 21 no Campeonato Argentino, quatro na Copa da Argentina e quatro na Copa da Liga Argentina.

Clubes da Turquia tentaram atravessar negociação do Atlético-MG com PavónTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.