Bailarino brasileiro deixa o balé do Bolshoi em protesto contra a Guerra na Ucrânia


O brasileiro David Motta Soares, bailarino e um dos mais importantes solistas do Teatro Bolshoi, na Rússia, anunciou, nesta segunda-feira (7), que deixa a companhia em solidariedade aos ucranianos.

Em uma publicação no Instagram, o bailarino, de 24 anos, disse que estava “profundamente triste em dizer que deixei o Teatro Bolshoi (…)”, mas que não poderia “agir como se nada estivesse acontecendo, eu simplesmente não posso acreditar que tudo isso está acontecendo de novo”.

“Pensei que já tínhamos passado por isso e aprendido com o passado. Eu tenho muitos amigos com famílias na Ucrânia e não consigo imaginar o que eles podem estar passando agora e lutando com toda essa situação, meu coração está com eles!”, escreveu.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por David Motta Soares (@davidmottasoares)

A declaração chega um dia após a renúncia do principal maestro e diretor musical no Bolshoi, Tugan Sokhiev, nesse domingo (6), por se sentir pressionado a se posicionar sobre o conflito na Ucrânia.

Na sexta-feira (4), foi o Teatro Real de Madri que revelou ter cancelado apresentações do Bolshoi programadas para maio.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Bailarino brasileiro deixa o balé do Bolshoi em protesto contra a Guerra na Ucrânia no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.