Após 25 dias de queda, média móvel de casos de Covid-19 volta a crescer


O Brasil registrou, nas últimas 24horas 20.456 casos e 198 mortes por Covid-19 . Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta segunda-feira (07)

A média móvel de novos casos chegou a 40.264, um aumento em de 0,3% em relação ao dia anterior. È a primeira vez que a média móvel de casos sobe após 25 dias ininterruptos de queda.

Já a média móvel de óbitos está em 430 — exatamente a mesma do dia anterior. A estabilidade também interrompe uma queda que já durava 14 dias seguidos.

As médias móveis consideram a média dos números registrados nos últimos sete dias e servem para acompanhar os indicadores da pandemia sem eventuais distorções causadas por eventuais subnotificações aos finais de semana.

À CNN, Alexandre Naime, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e professor da Unesp, disse que “alterações pontuais diárias não representam necessariamente uma tendência de aumento.”

Robson Reis, infectologista e professor da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP), disse que é importante avaliar se é um aumento no Brasil, de maneira geral ou uma alteração de algum estado.

“O Brasil está tendo uma queda significativa dos números, o Rio de Janeiro até liberou o uso de máscara em local fechado, algo que sou contra, prefiro uma cautela para que possamos ter controle da pandemia”, afirma Reis.

Questinado sobre a possibilidade de o aumento na média móvel ser reflexo do Carnaval, Reis disse que “pode até ser um reflexo pequeno das festas que alguns locais tiveram, mas esses números costumam ocorrer de sete a 14 dias após tais eventos”, avalia Reis.

Naime explica que para ter certeza que o “aumento é reflexo das festas de Carnaval, é necessário aguardar os próximos dias. Até porque existe o tempo de incubação, que pode ser de até 14 dias”, disse.

O professor da EBMSP lembra que é necessário ter cautela na observação do número estável da média móvel de mortes. “Sempre acontece atraso na divulgação de dados. A tendência de queda é em todo o mundo, isso já era esperado, mas é necessário reavaliar com cautela.”

O vice-presidente da SBI avalia que “se o número de casos não aumentar, principalmente entre os mais suscetíveis, a tendência é manter a queda [nas mortes]”.

Ao todo, o país contabiliza 652.341 óbitos e 29.069.469 casos relacionados ao coronavírus.

Estado de São Paulo decidirá flexibilização no uso de máscaras na quarta-feira (9)

O governo do Estado de São Paulo decidirá sobre flexibilização no uso de máscaras na próxima quarta-feira (9), conforme apuração da CNN. A medida, que prevê a liberação da proteção facial nas ruas e ambientes ao ar livre, incluindo áreas externas de bares e restaurantes, deve acompanhar o avanço na vacinação no estado e melhorias nos indicadores da pandemia. Leia mais.

Coronavírus infecta pênis, testículos e próstata de macacos em estudo dos EUA

Descrita inicialmente como uma infecção viral do trato respiratório, a Covid-19 mostrou-se capaz de provocar danos a diferentes órgãos para além dos pulmões, incluindo o coração, os rins e o cérebro. Um estudo em animais, conduzido por pesquisadores dos Estados Unidos, revelou que o SARS-CoV-2, vírus causador da doença, é capaz de infectar diferentes tecidos do trato genital masculino. Leia mais.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Após 25 dias de queda, média móvel de casos de Covid-19 volta a crescer no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.