Flamengo supera City, se aproxima do Barcelona e é único brasileiro entre 20 clubes que mais faturaram com a base, diz estudo


Brasileiros aparecem com destaque em lista de maiores vendedores da base do mundo; Flamengo lidera entre os times nacionais

O futebol brasileiro ganhou destaque em estudo recente sobre as categorias de base. De acordo com o Observatório do Futebol CIES, clubes do Brasil aparecem bem ranqueados entre os que mais lucraram com vendas de jovens atletas formados. O Flamengo, por exemplo, é o 15ª colocado, na frente do Manchester City e Paris Saint-Germain.

Conforme a pesquisa, o Benfica é o clube que liderou o levantamento. O lucro dos portugueses alcançaram números impressionantes: 379 milhões de euros. Afinal, a venda de João Felix em 2019 para o Atlético de Madrid ajudou a alavancar os números. Por fim, Real Madrid, Mônaco, Ajax e Lyon fecham a lista dos cinco maiores vendedores da base mundial.

Brasileiros bem cotados

O Flamengo, melhor brasileiro na lista, aparece com um lucro de 147 milhões de euros. A venda de Vinícius Júnior, em 2018, foi fundamental para o protagonismo do rubro-negro no estudo do Observatório do Futebol.

Além do Fla, Santos (28ª), com 113 milhões de euros de lucro, Grêmio (29ª) com 112 milhões de euros, Fluminense (30ª) com 109 milhões, e São Paulo (31ª) com 98 milhões de euros, também aparecem na lista.

O lucro do Grêmio foi pensado

Consultados pela reportagem, dirigentes da base gremista afirmam que a presença do clube no ranking não é acidente. Ou seja, tudo foi planejado. Segundo eles, além do trabalho de formação, a venda de jovens da base é fruto de uma leitura de mercado dos últimos anos. Afinal, o Grêmio vendeu Walace, Jaílson, Arthur, Everton Cebolinha e Pepê por altas quantias. Outros, que não brilharam no time profissional, também saíram por bons valores. Tetê e Diego Rosa, por exemplo, fazem parte dessa lista.

Como resultado, o clube adquiriu uma forte saúde financeira. Suficiente para tentar estabilizar o clube na série B do Brasileirão em 2022. Ainda assim, cortes foram precisos, mas tudo poderia ser pior se as vendas dos garotos não tivessem ocorrido.

Flamengo supera City, se aproxima do Barcelona e é único brasileiro entre 20 clubes que mais faturaram com a base, diz estudoTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.