Cannes decide banir Rússia da edição do festival em 2022 por guerra na Ucrânia


O festival de cinema de Cannes afirmou em um comunicado nesta terça-feira (1º) que banirá delegações oficiais da Rússia de seu festival em 2022, a menos que o conflito na Ucrânia termine.

O comunicado acrescentou que o festival admitiria delegações russas apenas se o conflito na Ucrânia terminar de uma maneira aceitável para o povo ucraniano.

Os organizadores do festival, no entanto, saudaram a coragem do povo na Rússia que se arriscou em protestos contra a agressão e a invasão contra a Ucrânia.

“Entre eles, estão artistas e profissionais do cinema que nunca pararam de lutar contra o atual regime e não estão associados de maneira alguma a esses atos intoleráveis e com aqueles que estão bombardeando a Ucrânia”, disseram.

Cannes, um dos principais festivais de cinema do mundo, começou em 1939 parcialmente em protesto contra a interferência do ditador italiano Benito Mussolini no festival de Veneza.

(Reportagem de Geert De Clercq)

Refugiados deixam a Ucrânia

Este conteúdo foi originalmente publicado em Cannes decide banir Rússia da edição do festival em 2022 por guerra na Ucrânia no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.