Marca focada em economia, Skoda vai produzir modelo elétrico de entrada


A Skoda vai seguir a estratégia da Volkswagen com o ID.Life e da Cupra com o Urban Rebel e lançar um carro urbano de entrada e elétrico aproveitando a plataforma MEB. De acordo com Thomas Schäfer, CEO da montadora tcheca, o novo modelo será, apesar de adotar a mesma base, diferente dos primos de grupo Volkswagen, além de servir como substituto do Citigo-e iV.

“Nossos colegas de Seat, Cupra e Volkswagen estão avançando um pouco mais forte nesse lado”, disse o executivo, em entrevista à publicação britânica Autocar. “Dentro do grupo, porém, estamos equilibrando isso melhor. Vamos chegar em breve com um anúncio em relação a esse e tenha certeza que ele será diferenciado das nossas marcas irmãs, com um belo conceito que realmente se encaixa na Skoda.”

Sendo, então, um carro nos moldes da montadora tcheca, a tradicional filosofia do “Simply Clever” (algo como “simplesmente inteligente”, em tradução livre) deve ser incorporada, assim como o foco no custo-benefício — historicamente, os modelos da Skoda custam bem menos que as marcas-irmãs.

Desta forma, o primeiro carro da Skoda construído na MEB deve sair por menos de 20 mil euros (em torno de R$ 115.740), levando em conta este como o preço do futuro crossover Volkswagen ID.2 — a versão de produção do ID.Life —, o mais barato egresso da plataforma. A Cupra, divisão de luxo da Seat, provavelmente, terá o modelo mais caro na linha, com seu hatchback ainda sem nome saindo por 22,5 mil euros (aproximadamente R$ 130.200). Ambos, juntamente com um utilitário intermediário da Seat, deverão estar à venda na Europa por volta de 2025.

Dada a modularidade da arquitetura MEB, o carro da Skoda compartilhará a mesma bateria e o mesmo motor elétrico dos modelos supracitados. Ele deve chegar ao mercado como um modelo de entrada, provavelmente subcompacto, mas um pouco mais tarde do que seus irmãos de grupo.

Skoda Enyaq Coupé iV
Skoda Enyaq Coupé iV: um dos poucos carros 100% elétricos da montadora tcheca (Skoda/Divulgação)

Skoda ainda tem linha elétrica limitada

O novo modelo também será importante para o avanço na eletrificação da Skoda, que segue até então incipiente. Por enquanto, a montadora tcheca produz apenas dois carros 100% elétricos: o utilitário Enyaq iV, irmão do Volkswagen ID.4, e sua variante cupê — o Skoda Citigo-e iV, vale lembrar, é um rebranding do Volkswagen E-up.

Até 2030, a Skoda planeja ter de 50% a 70% de seu lucro oriundo de modelos movidos a bateria. Ainda no início do mês, Schäfer falou sobre a possibilidade da produção de três carros elétricos menores que os SUVs Enyaq. Um deles é o subcompacto classe A descrito acima, baseado na plataforma MEB; ainda não há detalhes sobre os outros dois.

Imagem: Skoda/Divulgação

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Marca focada em economia, Skoda vai produzir modelo elétrico de entrada apareceu primeiro em Olhar Digital.