Associação de jogadores pede suspensão da Rússia de todos os torneios


A Fifpro, associação internacional dos jogadores profissionais de futebol, emitiu nota nesta segunda-feira, 28, pedindo à Fifa a exclusão da seleção da Rússia de todas as competições internacionais, como retaliação à invasão militar da Ucrânia ordenada pelo presidente Vladimir Putin.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

No comunicado, a Fifpro afirma que “apoia todos os jogadores e entidades do futebol ao redor do mundo que escolheram não jogar contra a Rússia neste momento angustiante dos nossos tempos”. A nota pede “a suspensão da federação russa com efeito imediato, até que a paz, a segurança e o Estado de Direito sejam restabelecidos”.

A associação também manifestou apoio à decisão das federações de Suécia, Polônia e República Checa, países que se negaram a enfrentar a Rússia na repescagem da Copa do Mundo. As quatro seleções estão na mesma chave, sendo que os russos têm vantagem de jogar em casa tanto a semifinal contra os poloneses quanto a final contra checos ou suecos.

Até aqui, a Fifa aplicou sanções que foram consideradas brandas à Rússia: somente proibiu a seleção de jogar em casa e de usar a bandeira, o nome e o hino do país. Já a federação russa se manifestou contra a posição das outras seleções e disse que tem “totais condições” de receber os jogos da repescagem em segurança.

Com a pressão pela suspensão da Rússia aumentando, a Fifa antecipou uma reunião extraordinária para chegar a uma resolução sobre a situação para esta segunda-feira. A invasão russa à Ucrânia já dura cinco dias.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.