PVC sugere medida drástica aos jogadores brasileiros e repudia fatos de sábado: “Gre-Nal da barbárie”


Jornalista Paulo Vinícius Coelho, o PVC, lamentou os fatos que aconteceram antes do Gre-Nal

O jornalista Paulo Vinícius Coelho, o PVC, subiu o tom contra os fatos negativos do sábado do futebol e sugeriu que os jogadores brasileiros iniciem uma greve por melhores condições de trabalho. No mesmo dia, torcedores do Paraná invadiram o gramado para agredir atletas, enquanto, em Porto Alegre, o ônibus do Grêmio foi atingido por pedras e barra de ferro.

O volante gremista Villasanti levou a pior após o ataque de vândalos colorados e precisou passar a noite em observação no hospital – ele ganhou alta médica nesta manhã.

“Sim, o Gre-Nal 435 é o Gre-Nal da barbárie. Ele está na história, nesse momento terrível que vivemos no futebol brasileiro. Os jogadores brasileiros precisam se juntar e fazer uma greve. Tem que parar, pois eles não têm segurança para trabalhar”, lamentou PVC durante o Troca de Passes, do SporTV.

O mesmo jornalista entende que a CBF deveria iniciar um pacto com os demais atores do futebol brasileiro para evitar cenas como as de sábado:

“Um pacto da CBF, das federações, dos clubes, de todo mundo, para defender os jogadores. Para se fazer um plano de organização para segurança no futebol brasileiro, algo que nunca houve. Aqui não acontece nada. Os jogadores, os jornalistas, os cidadãos pagam imposto para ter segurança na rua”, acrescentou o comentarista.

Por conta dos negativos fatos anteriores ao jogo, o Gre-Nal foi adiado de forma oficial pela Federação Gaúcha de Futebol. A nova data ainda será anunciada nas próximas, com possibilidade de ser no dia 9 de março. Reveja cenas marcantes de ontem:

 

PVC sugere medida drástica aos jogadores brasileiros e repudia fatos de sábado: “Gre-Nal da barbárie”Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.