Vale o investimento? Corinthians faz avaliação sobre possível acerto com Diego Costa


Timão adota cautela no retorno das tratativas pela chegada do centroavante

Embarcando nesta sexta-feira (25) rumo ao Brasil, Vitor Pereira, logo em sua chegada, terá que definir uma situação importante no Corinthians. Isso porque Diego Costa se encontra disposto a retomar as conversas para fechar com o clube, mas o cenário nos bastidores é de cautela. De acordo com o jornalista Samir Carvalho, a diretoria entende que não será possível realizar um investimento de R$ 1.3 milhão por mês para arcar com os salários do atleta. Sendo assim, a prioridade do momento é encontrar um parceiro para arcar com os vencimentos do técnico português.

Neste cenário, uma reviravolta só será possível caso Vitor Pereira seja altamente favorável a contratação de Diego Costa. Dessa maneira, a expectativa é que a novela envolvendo a possível contratação tenha um desfecho nos próximos dias.

“Inicialmente, não houve interesse. Corinthians entende que vai ser muito difícil arrumar um patrocinador que pague o salário do Diego Costa, e não quer investir essa grana, R$ 1.3 milhão por mês. Já está focando em um patrocinador com o Vitor Pereira para dividir o salário e amenizar o alto custo do técnico português. Só pode mudar (a situação) se o Vitor Pereira quiser muito”, disse o jornalista.

ANÁLISE DE VITOR PEREIRA

Antes de chegar ao Corinthians, Vitor Pereira está ciente do desafio que terá pela frente. Como o calendário em 2022 será ainda mais apertado, o técnico tem chances de solicitar reforços para contar com opções durante o ano.

“Há qualidade no Corinthians. Mas o futebol brasileiro é um desafio para mim: jogar de três em três dias, grandes viagens, provavelmente não vou ter muito tempo para treinar. Mas é a realidade, vou me adaptar a isso. Eu preciso me desafiar, eu preciso me sentir pressionado”, afirmou.

Vale o investimento? Corinthians faz avaliação sobre possível acerto com Diego CostaTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.