Mercado da Bola: Vítor Pereira fez exigência para fechar com o Corinthians


Treinador aceitou comandar o Timão na temporada com uma condição

O Corinthians anunciou a contratação do técnico português Vítor Pereira nos últimos dias, mas só conseguiu isso após aceitar uma condição do treinador. Segundo publicação do UOL Esporte, o português decidiu que só assinaria contrato com o clube até o fim de 2022. Isso porque Vítor Pereira ainda vislumbra uma carreira europeia, mas enxerga o trabalho no Brasil como objetivo para ganhar um novo trampolim no mercado internacional.

Vítor Pereira tem mantido a cautela em cada passo que dá em sua carreira, especialmente após ter falhado no comando do Fenerbahçe. Por isso, decidiu assinar apenas até o fim de 2022 com o clube, deixando para depois uma possível ideia de renovação, que será negociada do zero caso o trabalho dê certo.

Saiba quem é Vitor Pereira, o novo técnico do Corinthians

O técnico de 53 anos foi jogador profissional, mas não fez sucesso algum e passou apenas por pequenos clubes portugueses. Defendeu Oliveirense, Avanca, Estarreja e Lobão. Começou sua carreira fora dos gramados como preparador físico, tendo chegado ao Porto. Deixou o clube para se tornar treinador de clubes menores, como Sanjoanense, Espinho e Santa Clara. Chegou, enfim, ao time profissional do Porto em 2011, sendo bicampeão português em suas duas temporadas com o clube.

Saiu para o mundo árabe em 2013, onde passou pelo Al Ahli, e voltou em 2014 à Europa para treinar o Olympiacos, da Grécia. Teve sua primeira passagem pelo Fenerbahçe em 2016, saiu para o 1860 Munique, em 2016, em 2018 assinou com o Shangai SIPG, da China, onde ficou por três anos. Em 2021 assumiu mais uma vez o Fenerbahçe, mas ficou apenas seis meses e deixou o clube em dezembro.

Os principais títulos da carreira de Vitor Pereira são dois títulos portugueses, uma liga chinesa, uma Copa da China, uma liga grega e uma Copa da Grécia.

Estilo de jogo

Auxiliar de André Villas-Boas no Porto antes de assumir o time principal, então tem influências táticas parecidas. O português é adepto de linhas altas e da marcação pressão. Além disso, não é favorável a fluir o jogo pelo centro do campo, especialmente com inflitrações pelo meio. Sua principal característica é priorizar o jogo com pontas, por isso os atletas desta função são os principais assistentes de suas equipes. Uma preocupação que pode surgir é com o sistema defensivo, visto que zagueiros lentos podem ser um problema para os contra-ataques que a equipe sofreria. Seus esquemas táticos preferidos são o 4-3-3 e o 3-4-3.

Mercado da Bola: Vítor Pereira fez exigência para fechar com o CorinthiansTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.