Guerra na Ucrânia faz Grêmio poder sonhar em repatriar Tetê


Tetê foi formado pelo Grêmio e vendido aos ucranianos em 2019 por 15 milhões de euros sem sequer jogar pelo clube gaúcho

O atacante Tetê está preocupado com a guerra na Ucrânia. As invasões russas no país tem gerado grande desconforto nos jogadores brasileiros que atuam na região. Como resultado, muitos tentam voltar ao Brasil. O campeonato local está suspenso por pelo menos 30 dias, mas a decisão poderá ser pela extensão do período por conta dos conflitos.

De acordo com o jornalista Eduardo Gabardo, da rádio Gaúcha, Tetê, formado pelo Grêmio, está disposto a regressar. O jovem, que nunca vestiu a camisa da equipe profissional do tricolor, vê com bons olhos a possibilidade de formar parceria com Ferreira e Diego Souza. O atual camisa 10 do tricolor é muito amigo do jovem. Ambos, inclusive, possuem o mesmo agente: Pablo Bueno.

Por enquanto, tudo não passa de um desejo unilateral, que vem do lado do próprio atleta. A discussão sobre a concretização de um possível acordo dependeria da possibilidade financeira gremista. Além disso, o Shakhtar Donetsk também precisaria concordar com a transferência. Quem sabe até bancar parte dos salários. Neste momento, não há nada oficial.

Boa relação com o empresário de Tetê

A saída de Tetê do Grêmio foi o início da discórdia entre Pablo Bueno e a direção do clube. O jogador vendido em 2019 por 15 milhões de euros, gerando grande revolta dos gremistas. Afinal, o plano dos dirigentes era manter o atleta na base e dar oportunidade apenas em 2020. Porém, o entendimento do staff e do próprio atacante é que ele merecia melhores oportunidades imediatas. Como resultado, houve o pedido de saída do clube.

A relação entre as partes piorou posteriormente quando Ferreira surgiu. Tentativas de renovação de contrato, pedidos de aumento e uma quase transferência para o futebol dos Estado Unidos inviabilizaram o trânsito de Pablo Bueno nos bastidores do clube. Contudo, a importância de Ferreirinha para o tricolor fez com que o ambiente mudasse. O empresário voltou a se reunir com o departamento de futebol e a última renovação de contrato do atacante pôs um ponto final na discórdia. Atualmente, os dirigentes afirmam que está tudo bem entre eles e Pablo.

Guerra na Ucrânia faz Grêmio poder sonhar em repatriar TetêTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.