Presidente do Internacional se posiciona sobre possível demissão de Medina


Pressão em cima do trabalho de Cacique Medina é forte, mas presidente do Internacional se manifesta sobre o futuro

Os resultados recentes no Internacional pressionam o trabalho do técnico Cacique Medina. A falta de bom futebol, aliado aos resultados de campo, fazem com que o futuro do treinador comece a ser questionado. Contudo, a confiança da direção colorada parece inabalada. De acordo com o presidente Alessandro Barcellos, o treinador uruguaio está garantido. O depoimento foi dado em conversa informal com a reportagem no último domingo antes da derrota para o São José.

Na avaliação do mandatário do Internacional, Medina ainda não conta com todos os jogadores à disposição. Logo, o atraso na chegada dos reforços prejudica o seu trabalho. Por isso, a direção tem feito esforços para acelerar a chegada dos jogadores em Porto Alegre. Até lá, o treinador terá, pelo menos, o benefício da dúvida. Os dirigentes garantem que nem mesmo um possível insucesso no Gre-Nal do próximo sábado mudará isso. O jogo contra o Grêmio está marcada para acontecer no Beira-Rio e há muita expectativa.

“Se o dirigente vier aqui no momento que a campanha não é boa e disser que não está preocupado, não está no mesmo lugar que estamos. Todos estamos preocupados, os dirigentes, a comissão técnica e os jogadores. Estamos preocupados para as coisas se acertem”, reconheceu Barcellos em coletiva recente.

Medina quer usar Gre-Nal para se afirmar

A nova derrota do Internacional, agora para o São José, no Gauchão, pressiona Medina. O treinador, contratado em dezembro pela direção, ainda não convenceu o torcedor. E para deixar as coisas ainda mais tensas, o colorado irá encarar o clássico Gre-Nal na próxima rodada do estadual. De acordo com o próprio treinador, o melhor dos cenários seria ter vencido no domingo para ter o ânimo elevado para o enfrentamento. Porém, o objetivo da comissão técnica é transformar os fracassos recentes em motivação.

“Grenal é uma partida diferente das outras. Chegar ganhando daria outro ânimo, mas agora serve de motivação. Desfrutar a semana para jogar o clássico. Não é para qualquer um”, disse ele.

Medina ainda não encontrou a formação titular do Internacional em 2022. Depois de muitos testes, o comandante colorado quer consolidar a sua ideia. Logo, o Gre-Nal é visto como uma provação para o uruguaio.

Presidente do Internacional se posiciona sobre possível demissão de MedinaTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.