Cruzeiro ganha prazo para apresentação de plano para pagar dívidas


Raposa terá até dois meses para esboçar planejamento para pagar credores de ações trabalhistas

Em busca de recuperar-se financeiramente, o Cruzeiro conseguiu uma vitória nesta semana na Justiça do Trabalho. O clube conseguiu adiar por mais 60 dias o plano para poder pagar credores de ações trabalhistas, segundo informação do GE.

O pedido foi aprovado na segunda-feira (21), tendo sido feito no começo de fevereiro pela Raposa. O pedido foi aprovado pelo desembargador César Pereira da Silva Machado Júnior, vice-presidente do TRT, alegando que o clube mineiro deveria ter a ampliação do prazo de apresentação do plano de pagamento das dívidas por ‘ser necessária’ para que a elaboração do projeto seja feita ‘de acordo com a atual situação financeira, a fim de satisfazer as execuções trabalhistas’.

Segundo o pedido do clube, a regra da SAF para criar o plano para ordenar o pagamento das dívidas (o Regime Centralizado de Execuções, que centraliza os débitos em um único processo e os ordena por ordem cronológica) não era clara o bastante sobre tal prazo. O Cruzeiro alega que este prazo só deveria complementar os dias úteis, o que faria com tal regime tenha seu plano divulgado apenas em março.

Numa possível interpretação da regra em dias corridos o prazo da apresentação de tal regime já teria sido encerrado (no último dia 4). O pedido da Raposa foi para ganhar tempo necessário para que a SAF possa planejar como deve pagar as dívidas trabalhistas do clube.

No final de março, se encerrará o período de transição para que Ronaldo, investidor principal do futebol cruzeirense, possa ter em definitivo a gestão da SAF em suas mãos. A negociação da empresa com o Fenômeno também foi outro ponto ao qual se apoiou o Cruzeiro para pedir pelo adiamento para ter um regime mais ‘fidedigno’.

Cruzeiro ganha prazo para apresentação de plano para pagar dívidasTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.