Novas informações aumentam temores dos EUA de que Rússia prepara ação militar


Os Estados Unidos informaram neste domingo (20) que têm informações de inteligência indicando que ordens foram enviadas aos comandantes russos para prosseguir com um ataque à Ucrânia, de acordo com duas autoridades americanas e outra fonte familiarizada com a inteligência dos EUA.

A informação sobre a ordem para comandantes táticos e agentes de inteligência é um dos vários indicadores que os EUA estão observando para avaliar se os preparativos russos entraram em seus estágios finais para uma possível invasão.

Outros indicadores, como interferência eletrônica e ataques cibernéticos generalizados, ainda não foram observados, segundo algumas das fontes.

As fontes alertaram que as ordens sempre podem ser retiradas ou que pode ser desinformação destinada a confundir e enganar os EUA e seus aliados. Mas a notícia da inteligência vem depois que o presidente Biden disse na sexta-feira (18) que acredita que Putin tomou a decisão de invadir – um comentário ecoado pela vice-presidente Kamala Harris e pelo secretário de Estado Antony Blinken no domingo.

Blinken disse que a cartilha russa está “seguindo adiante”. “Acreditamos que o presidente Putin tomou a decisão”, disse Blinken neste domingo (20) em entrevista à CNN. “Mas até que os tanques estejam realmente rodando e os aviões voando, vamos aproveitar todas as oportunidades e todos os minutos que temos para ver se a diplomacia ainda pode dissuadir o presidente Putin de levar isso adiante.”

O Washington Post informou pela primeira vez sobre as ordens enviadas aos comandantes.

*Katie Bo Lillis, da CNN, contribuiu para este relatório

Este conteúdo foi originalmente publicado em Novas informações aumentam temores dos EUA de que Rússia prepara ação militar no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.