Separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia realizam evacuação em massa


Separatistas pró-Rússia nas regiões separatistas do leste da Ucrânia ordenaram a evacuação de civis para a Rússia na sexta-feira (18), acusando a Ucrânia de planejar uma grande ofensiva militar contra as duas autodeclaradas repúblicas.

A inquieta parte leste do país testemunhou episódios de troca de fogo de artilharia entre os lados das fronteiras nos últimos dois dias.

Cada lado acusa o outro de bombardeio pesado de áreas civis. Autoridades ucranianas dizem que houve 60 violações do cessar-fogo na quinta-feira, muitas delas por armas pesadas.

O governo ucraniano nega que esteja planejando qualquer ofensiva no leste, acusando os separatistas de lançarem uma “campanha de desinformação”.

Autoridades nos estados separatistas de Donetsk e Luhansk disseram que estavam organizando as evacuações. Leonid Pasechnik, o mais alto funcionário da República Popular de Luhansk, separatista pró-Rússia, estimulou os homens a pegar em armas.

“A Federação Russa está pronta para oferecer recepção e acomodação organizadas em seu território aos residentes da República Popular de Luhansk”, disse Pasechnik. “Mais uma vez, apelo a todos os homens que são capazes de segurar armas em suas mãos, para defender sua terra.”

Ucranianos acusam separatistas de encenar ataque em cidade separatista

Na sexta-feira, uma explosão de veículo em Donetsk foi apontada por autoridades ucranianas e norte-americanas como um ataque encenado projetado para aumentar as tensões no leste da Ucrânia. O vídeo mostrou um incêndio em um estacionamento e um veículo militar bastante danificado, perto da sede da autodeclarada República Popular de Donetsk.

Imagens e vídeos mostraram serviços de emergência no local e um veículo gravemente danificado, identificado pela CNN como um jipe ​​de fabricação russa. Não há como verificar o que causou o dano ao veículo ou o incêndio.

“Achamos que isso é uma encenação e uma provocação”, disse Anton Gerashchenko, assessor do ministro do Interior ucraniano, à CNN no WhatsApp.

Um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA descreveu a operação como uma “operação de bandeira falsa” e disse que incidentes como a explosão de um veículo e pedidos de líderes separatistas para evacuar por causa da suposta agressão ucraniana representam “mais tentativas de ocultar por meio de mentiras e desinformação que a Rússia é o agressor neste caso.”

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que houve um aumento na desinformação russa que poderia ser usado como pretexto para uma invasão à Ucrânia. Falando na Casa Branca na sexta-feira, Biden disse estar “convencido” de que Putin tomou a decisão de invadir a Ucrânia, mas acrescentou que “a diplomacia é sempre uma possibilidade”.

Tanto o governo ucraniano quanto as autoridades ocidentais alertaram para a possibilidade de ações provocativas da Rússia e da liderança separatista para fornecer um pretexto para uma ofensiva russa na Ucrânia.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia realizam evacuação em massa no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.