Putin diz que exercícios militares são “puramente defensivos” e “não ameaçam”


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que os exercícios militares de seu país são “puramente defensivos e não ameaçam ninguém”.

Enquanto falava em uma coletiva de imprensa com o presidente de Belarus Alexander Lukashenko, nesta sexta-feira (18), em Moscou, Putin disse que exercícios conjuntos com Belarus continuarão até domingo. Ele disse que ambos os ministérios de defesa dos países anunciaram os exercícios “com muito adiantamento”.

“Discutimos em detalhes nossa defesa espacial comum, entre a Rússia e Belarus. Continuaremos a caminhar para a defesa comum, considerando a presença da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) nas fronteiras do nosso Estado de União”, disse Putin logo após o encontro dos líderes.

Rebeldes pró-Rússia acusam governo ucraniano de ataque com artilharia

Também nesta sexta, os rebeldes pró-Rússia no leste da Ucrânia acusaram as forças do governo ucraniano de atacarem uma aldeia enquanto a Rússia noticiou que mais unidades de infantaria e tanques estavam voltando para suas bases, em contraste com os temores ocidentais de uma iminente invasão russa.

Pelo segundo dia consecutivo, separatistas pró-Rússia que estão em guerra com a Ucrânia há anos disseram ter ficado sob fogo de morteiros e artilharia das forças ucranianas, de acordo com a agência de notícias Interfax.

O governo ucraniano e os rebeldes trocaram acusações pela escalada de tensão após os ataques nesta quinta-feira (17), provocando receios de que a Rússia, que reuniu mais de 100 mil soldados perto das fronteiras da Ucrânia, pudesse se envolver.

O Kremlin disse que estava “profundamente preocupado” com a escalada na Ucrânia e que estava observando a situação de perto. Já os Estados Unidos disseram que a Rússia estava procurando um pretexto para a guerra.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Putin diz que exercícios militares são “puramente defensivos” e “não ameaçam” no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.