“A turma do grafite está nos museus. Isso é muito moderno”, diz dupla OSGEMEOS


Por que você faz arte? Foi em torno desse e de outros questionamentos que os irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo, dupla de grafiteiros batizada de OSGEMEOS, conversaram com a CNN Brasil para o especial sobre a Semana de Arte Moderna de 1922, que completa 100 anos nesta semana.

Na entrevista, realizada por vídeo, é possível observar a sintonia entre eles para além da pintura, quando complementam as respostas um do outro e concordam que a Semana de 22 surgiu de uma vontade de transformação, de tentar experimentar algo novo e quebrar o padrão acadêmico que existia – o que a dupla compara com a própria história e de muitos outros artistas grafiteiros.

“Em toda a nossa trajetória, de fazer arte no ateliê e na rua, nos deparamos com pessoas que nunca estudaram arte numa academia, numa universidade, que não tiveram oportunidade de fazer um curso, mas têm um trabalho totalmente autoral, que vem da pessoa, da necessidade de se expressar.”

“Nosso trabalho têm um pouco disso, a gente não vem desse universo acadêmico, mas a gente quis estudar, buscar por uma nova experimentação, uma nova linguagem, com ousadia e irreverência, de quebrar esse formalismo que existe.”

Para eles, os mesmos legados vivenciados pela Semana de 22 estão presentes hoje no grafite. “Estamos vendo uma turma que veio do grafite e está migrando para vários museus, para importantes coleções de arte do mundo inteiro. Isso é muito moderno.”

Confira a entrevista completa da dupla Otávio e Gustavo Pandolfo no vídeo acima.

Este conteúdo foi originalmente publicado em “A turma do grafite está nos museus. Isso é muito moderno”, diz dupla OSGEMEOS no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.