Meia revela que brigou com sheik árabe para reforçar o Flamengo


O meia Igor Coronado tem 28 anos e está em sua primeira temporada no Al Ittihad

Sem nunca ter atuado no futebol brasileiro, o meia Igor Coronado teve a oportunidade de ser reforço do Flamengo, mas não conseguiu. O jogador de 28 anos, que hoje defende o Al Ittihad, da Arábia Saudita, revelou que chegou a brigar com o dono do Al Sharjah, seu ex-clube, para jogar no Rubro-negro.

“Na época que o clube me ligou, eu falei ‘não, vocês estão doidos. Me libera, dá um jeito, liga pro sheik aí, eu tenho que ir, vocês estão de brincadeira?’ (risos). Aí o presidente até brigou comigo, a ligação não terminou muito bem, não (risos). Mas aconteceu muito rápido, o clube já bateu o martelo de cara, que não me liberaria. No Instagram, alguns torcedores do Flamengo mandaram mensagem”, revelou o meia, em entrevista ao Uol Esportes.

A intenção do Flamengo era contratar Igor Coronado por empréstimo, mas a oferta foi recusada pelo sheik árabe. O Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, só aceitava vender o meia em definitivo, com um valor agradável. O brasileiro, que vestia a camisa 10 do clube, soube do interesse do rubro-negro só por educação, pois a decisão já estava definida.

No ano passado, Igor Coronado se transferiu para o Al Ittihad, da Arábia Saudita. Apesar do problema envolvendo a chance de jogar no Flamengo, o meia contou que tem uma boa relação com o Al Sharjah.

“Até hoje tenho uma relação boa com o Sharjah, com a torcida, um carinho muito grande”, disse o meia, ao Uol Esportes, que ainda contou: “Eu fui visitar o Sharjah esses tempos e o presidente me falou que tem problema até hoje com a torcida por ter me vendido, mesmo sendo bom para o clube. Eles contrataram muitos locais bons, o Bernard foi para lá também. Mas ele fala que a torcida pega no pé dele por ter me deixado ir embora. Mas na época tivemos sérios problemas (risos)”.

Igor Coronado por formado nas categorias de base do futebol da Inglaterra. Como profissional, o meia atuou por Floriana (Malta), Trapani (Itália) e Palermo (Itália), até seguir para o futebol árabe.

Meia revela que brigou com sheik árabe para reforçar o FlamengoTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.