Liberado para festa? Dirigente do Inter se surpreende em coletiva e explica a ausência de Taison


Vice de futebol colorado Emilio Papaléo explicou a ausência de Taison no time do Inter contra o Ypiranga

Na primeira derrota que sofreu no ano de 2022 até agora, o Inter se viu desfalcado de um dos seus principais jogadores, Taison, que não acompanhou a delegação em Erechim, neste sábado, ficando ausente do insucesso de 3×1 pelo Gauchão.

Na véspera da partida, a assessoria colorada informou que Taison “ficou em Porto Alegre para realizar treinamentos específicos”, e a situação foi novamente esclarecida pelo vice de futebol Emilio Papaléo pós-jogo. O dirigente, em coletiva, se surpreendeu quando perguntado pelo repórter Carlos Lacerda, da Rádio Gre-Nal, se Taison havia sido liberado para ir na festa de casamento do amigo Daniel Carvalho, ex-jogador do Inter.

“Não, não, em absoluto. O Taison teve um desconforto no adutor e por esta razão não acompanhou a delegação, assim como o Johnny que teve dores abdominais e o Gustavo Maia, que teve Covid. Não tenho dúvidas que em seguida se recuperarão”, disse Papaléo pós-jogo.

Sem Taison, Inter vai mal e perde

A fraca exibição em Erechim foi admitida pelo dirigente, que, ao mesmo tempo, fez questão de falar da “confiança inabalável” no trabalho que vem sendo feito:

“Não tivemos uma jornada boa. O resultado não nos agradou, mas quero reafirmar a confiança inabalável que tem a direção na comissão técnica e no grupo de jogadores”, considerou.

Agora, o Inter é o 3° colocado da tabela do Gauchão com 7 pontos e recebe o Novo Hamburgo, quarta, às 21h30, no Beira-Rio.

Liberado para festa? Dirigente do Inter se surpreende em coletiva e explica a ausência de TaisonTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.