Flamengo e Palmeiras tem gastos com futebol que ultrapassam os R$ 600 milhões anuais; confira o ranking


Principais clubes do Brasil tiveram um gasto com futebol, somado, superior a R$ 4.8 bilhões, com os dois clubes citados liderando o ranking

A pandemia do Covid-19 gerou grande impacto nas finanças dos clubes de futebol no Brasil. 2020 e 2021 foram dois anos com queda considerável nas receitas dos clubes. Dois pontos que se destacam são relacionados a renda dos jogos e vendas de jogadores. No primeiro caso, o impacto na bilheteria foi considerável, afinal os times fizeram diversas partidas sem público ou com estádios com capacidade reduzida. Já no segundo ponto, tivemos dois anos com menos transferências de atletas para o exterior.

Isso fez com que diversos clubes tivessem um aumento considerável em suas dívidas. E um dos principais problemas diz respeito aos custos ligados ao futebol. De forma até natural, Flamengo e Palmeiras são os times que mais gastam nesse departamento do Brasil. Conforme estudo da empresa Sports Value, a equipe carioca tem uma despesa anual de R$ 670 milhões, enquanto o clube paulista vem logo atrás, com R$ 660 milhões.

Confira o ranking dos gastos de futebol dos principais times do Brasil

1 Flamengo – R$ 670 milhões
2 Palmeiras – R$ 660 milhões
3 Corinthians – R$ 462 milhões
4 São Paulo – R$ 332 milhões
5 Atlético-MG – R$ 330 milhões
6 Grêmio – R$ 310 milhões
7 Internacional – R$ 304 milhões
8 Santos – R$ 300 milhões
9 Athletico Paranaense – R$ 170 milhões
10 Fluminense – R$ 158 milhões
11 Bahia – R$ 135 milhões
12 Botafogo – R$ 121 milhões
13 Red Bull Bragantino – R$ 112 milhões
14 Vasco – R$ 100 milhões
15 Ceará – R$ 77 milhões
16 Coritiba – R$ 68 milhões
17 Fortaleza – R$ 60 milhões
18 Goiás – R$ 59 milhões
19 Atlético-GO – R$ 48 milhões
20 Sport – R$ 40 milhões
21 Ponte Preta – R$ 38 milhões
22 América-MG e Avaí – R$ 33 milhões
23 Cuiabá – R$ 22 milhões
24 Guarani – R$ 17 milhões

Mais informações sobre o ranking de gastos com futebol

Um fato que chama atenção na listagem acima é o Atlético-MG, mesmo sendo um dos que mais investiu em contratações estar bem abaixo de Flamengo e Palmeiras, líderes do ranking. Por outro lado, as presenças de Corinthians e São Paulo no Top-5. Isso só mostra que as duas equipes paulistas vêm errando na montagem dos seus elencos, fato esse que é refletido nos gastos com futebol.

A queda para a Série B é algo que impacta diretamente no Grêmio. Não por acaso, o Imortal trabalhou forte neste começo do ano para reduzir sua folha salarial, justamente pela queda de receitas na segunda divisão.

Por fim, citamos o Santos, que tem gastos consideráveis com futebol, mesmo sem contar com jogadores de peso em seu elenco nas últimas temporadas.

Considerações finais

O ranking acima, aliado ao cenário que foi visto na pandemia, mostra que os clubes precisam ter mais critério na formação dos seus elencos, justamente para não inflacionar suas folhas salariais. Por outro lado, os times precisam ampliar suas fontes de receitas, minimizando a dependência em relação aos direitos de TV, bilheteria e venda de jogadores.

Conforme já publicamos no Torcedores.com, o futebol brasileiro tem um terreno muito grande para explorar em relação a ações de marketing, parcerias com empresas e principalmente no mundo digital, com ações para reverter engajamento e interação na internet em receitas para os clubes.

Flamengo e Palmeiras tem gastos com futebol que ultrapassam os R$ 600 milhões anuais; confira o rankingTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.