Teste final da missão Artemis I, da Nasa, é adiado para março


O último teste de pré-lançamento da Artemis I (uma missão não tripulada que representa o primeiro passo do ambicioso projeto da Nasa de levar humanos novamente à Lua) foi adiado até meados de março, segundo a agência espacial. Isso significa que o real lançamento da missão pode ser adiado para abril ou maio.

O foguete de propulsão Space Launch System (SLS), o mais poderoso da Nasa até hoje, ficará abaixo da espaçonave Orion durante o teste que acontecerá no próximo mês, na plataforma de lançamento 39B, no Kennedy Space Center, no estado da Flórida.

O teste havia sido originalmente agendado para meados de fevereiro. Ele inclui a revisão de todo o conjunto de operações para abastecer os tanques com propelente, além da contagem regressiva para o lançamento — basicamente, tudo o que é necessário para o lançamento, sem realizar o lançamento em si.

O conjunto formado pelo foguete e pela espaçonave chega a 98 metros de altura e está atualmente dentro do Vehicle Assembly Building (Edifício de Montagem de Veículos), na Flórida. Caso o teste seja bem-sucedido, foguete e espaçonave retornarão a esse prédio e permanecerão nele até o dia do lançamento.

Os resultados do teste determinam quando a Artemis I será lançada. Atualmente, existem dois períodos potenciais de lançamento. O primeiro é entre 8 e 23 de abril; o segundo, entre 7 e 21 de maio.

“Embora as equipes não estejam lidando com nenhum grande problema, a Nasa deu um prazo adicional para concluir as atividades de encerramento no VAB [Vehicle Assembly Building] antes de trazer o foguete [para o local do teste] pela primeira vez”, disse a agência em um comunicado. “Os engenheiros estão conduzindo os últimos testes integrados entre a Orion e o SLS junto com o equipamento terrestre, antes de trazerem o foguete e a espaçonave para a plataforma de lançamento.”

Tom Whitmeyer, que trabalha no setor de desenvolvimento de sistemas de exploração na sede da Nasa , em Washington, afirmou que a equipe está tomando tempo para ser cuidadosa, já que trabalha com uma longa lista de tarefas a serem realizadas até que o veículo esteja pronto para o teste final.

“Esta é a parte em que estamos concluindo as coisas e nos preparando para o lançamento, e há muitas atividades ligadas a isso”, disse Whitmeyer.

Durante os últimos meses, as equipes instalaram e testaram diversos componentes e instrumentos no veículo.

“Estamos dando um passo de cada vez. Estamos fazendo isso meticulosamente e estamos orgulhosos do progresso que fizemos”, afirmou Mike Bolger, gerente do programa Exploration Ground Systems da Nasa no Kennedy Space Center. “Então, estamos encontrando o equilíbrio: continuamos a trabalhar para que o lançamento aconteça assim que estivermos prontos, mas não antes disso.”

O programa Artemis passou por uma série de atrasos. A princípio, o lançamento da missão não tripulada aconteceria em novembro, mas o cronograma passou por adiamentos devido à pandemia, a tempestades como o furacão Ida e outros fatores.

Durante o voo da Artemis I, a nave espacial não tripulada Orion será lançada a partir da propulsão do foguete SLS, chegando à Lua e viajando por milhares de quilômetros depois de passar por ela — mais longe do que qualquer espaçonave projetada para levar humanos já tenha viajado. Essa missão deve durar algumas semanas e terminará com a Orion caindo no Oceano Pacífico.

A missão Artemis I será o teste final antes que a espaçonave Orion (dessa vez, carregando humanos) vá para a Lua, disse em outubro Cathy Koerner, gerente do programa no Johnson Space Center, centro de controle de voo da Nasa.

Após o voo não tripulado da Artemis I, haverá a missão Artemis II, que fará um sobrevoo tripulado sobre a Lua, e a Artemis III, que levará os astronautas para o satélite — incluindo a primeira mulher (e pessoa negra) que pisará na superfície lunar. O cronograma das próximas missões depende da conclusão da Artemis I.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Teste final da missão Artemis I, da Nasa, é adiado para março no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.