Meta vai divulgar detalhes de unidade de realidade virtual


A Meta planeja divulgar os resultados de sua unidade de hardware de realidade aumentada e virtual, Reality Labs, pela primeira vez, um investimento que a empresa alertou anteriormente que causaria um impacto de US$ 10 bilhões e não seria lucrativo “em um futuro próximo”.

A Meta, controladora do Facebook, vai divulgar seus resultados na quarta-feira (2) e investidores terão pela primeira vez uma janela sobre o impacto dos esforços de investimento da companhia no chamado metaverso.

A companhia tem contratado engenheiros e comprado múltiplos estúdios de realidade virtual para criar seu metaverso, algo que o presidente da empresa, Mark Zuckerberg, diz que será o sucessor da internet móvel.

Analistas têm afirmado que gostariam de ver os indicadores sobre a lucratividade da Reality Labs, quanto tempo a unidade pode ser um peso para o desempenho do grupo e evidências sobre a força das vendas de headsets de realidade virtual.

A Meta disse que espera que a receita anual de negócios não relacionados à publicidade tenha caído no quarto trimestre, uma vez que se compara desfavoravelmente com o “forte lançamento” do headset Quest 2 durante a temporada de compras de fim de ano do ano anterior.

A Meta ainda não divulgou dados sobre as vendas do Quest, mas um aviso de recall em julho envolvendo o Quest 2 incluiu cerca de 4 milhões de unidades nos Estados Unidos.

Em um sinal de fortes vendas de headsets no último trimestre, o aplicativo Oculus liderou a categoria de programas gratuitos na App Store nos EUA durante o Natal.

“Incerteza significativa”

A principal preocupação dos investidores, no entanto, é como o principal negócio de publicidade digital da Meta está se saindo, depois que a companhia disse em outubro que enfrentava “incerteza significativa” no quarto trimestre.

A empresa, que possui a segunda maior plataforma de anúncios digitais do mundo depois do Google alertou que pode enfrentar impactos contínuos das mudanças nos mecanismos de proteção à publicidade em dispositivos da Apple, que dificultam anúncios dirigidos e a medição deles no Facebook e Instagram.

A Meta, que registrou receita de cerca de US$ 86 bilhões em 2020, ainda precisa explicar em detalhes como vai ganhar dinheiro no metaverso.

Em novembro, a empresa citou oportunidades para marcas que incluem lojas imersivas a eventos de realidade mista.

A companhia convidou um grupo de executivos da indústria de publicidade para discutir no próximo mês sua mudança de marca e planos para o metaverso.

A empresa deve reportar receita trimestral de US$ 33,38 bilhões, de acordo com estimativas de Wall Street, um aumento de 18,9% ano a ano, e deve divulgar lucro por ação de US$ 3,84, um ligeiro declínio.

A companhia espera que as despesas totais de 2021 cheguem a US$ 70 bilhões a US$  71 bilhões  e que as despesas deste ano fiquem entre US$ 91 bilhões e US$ 97 bilhões.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Meta vai divulgar detalhes de unidade de realidade virtual no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.