Diamante negro de 555,55 quilates que pode ter vindo do espaço será leiloado


Um diamante negro de 555,55 quilates que é de “fora desse mundo” foi revelado pela casa de leilão Sotheby’s de Dubai.

A joia rara, chamada pela Sotheby’s de “O Enigma”, pode ter vindo do espaço – tanto criado pelo impacto meteórico ou de um asteroide com diamantes na composição que colidiu com a Terra.

Um diamante negro natural facetado deste tamanho é uma “ocorrência extremamente rara”, de acordo com a casa de leilões, e espera-se que seja vendido por aproximadamente 5 milhões de libras esterlinas (cerca de 37 milhões de reais) quando for para o martelo em Londres em fevereiro, após ser exposto em Dubai e Los Angeles.

Diamantes negros, também conhecidos como diamantes carbonados, podem ter entre 2,6 e 3,8 bilhões de anos e possuem rastros de nitrogênio e hidrogênio – elementos encontrados no espaço interestelar. Eles também contêm osbornite, um mineral presente em meteoritos.

Nikita Binan, especialista em joias da Sotheby’s em Londres, chamou o diamante de um “verdadeiro fenômeno natural”.

“Sua venda representa uma oportunidade única na vida de adquirir uma das maravilhas mais raras, de bilhões de anos, conhecidas pela humanidade”, ela disse em nota à imprensa na segunda-feira (17).

O diamante possui 555,55 quilates/ Sotheby’s

O formato do diamante é inspirado pelo símbolo Hamsa, popular no Oriente Médio, um sinal de proteção, que significa “cinco” em árabe. O tema do número cinco está em toda a pedra, de acordo com a leiloeira. Além dos seus 555,55 quilates, ele também possui exatamente 55 facetas.

Diamantes negros facetados já foram vendidos no passado por preços que ultrapassavam as 10.000 libras (74.500 reais) por quilate, disse a Sotheby’s à CNN.

O diamante estará disponível para lances online entre os dias 3 e 9 de fevereiro, e a casa de leilões afirmou que aceitará criptomoedas como forma de pagamento.

A novidade segue a venda de um diamante de 101 quilates, chamado de “The Key 10138”, que se tornou a joia mais cara já comprada usando criptomoedas quando vendida no ano passado, de acordo com a Sotheby’s.

A pedra preciosa em formato de pera foi vendida pelo equivalente a 12,3 milhões de dólares (cerca de 67,2 milhões de reais), após a leiloeira anunciar que aceitaria ofertas feitas em bitcoin e ethereum, além das formas tradicionais de pagamento. A Sotheby’s não divulgou qual das duas moedas foi usada para fazer a compra.

Várias empresas especializadas em leilões estão acomodando criptomoedas para itens de alto valor, que incluem pinturas e NFTs – os tokens baseados em blockchain que estão sendo cada vez mais usados para obter a posse de obras de arte virtuais e itens colecionáveis. O CEO da Sotheby’s, Charles Stewart, disse à CNN em abril de 2021 que acreditava que NFTs e criptomoedas estavam abrindo o mercado da arte.

Este conteúdo foi originalmente publicado em Diamante negro de 555,55 quilates que pode ter vindo do espaço será leiloado no site CNN Brasil.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.