Bahia: Principal organizada é banida por 60 dias após ameaças no CT


Bahia não terá a presença de sua principal torcida organizada por dois meses e alguns dias depois da invasão no CT com xingamentos e ameaças

A Polícia Militar divulgou nesta quarta-feira (19) uma nota afirmando que a principal torcida organizada do Bahia ficará proibida de frequentar estádios por 60 dias.

Esta decisão foi tomada em audiência do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) para apurar as causas e punições pela invasão no CT Cidade Tricolor ocorrida no dia 8 de janeiro, onde jogadores e membros da comissão técnica foram ameaçados de morte.

Além de não poder frequentar estádios, a torcida organizada Membros da Bamor também não poderão portar instrumentos musicais, faixas, bandeiras e uniformes nos eventos que ocorrerem neste período, tanto dentro quanto fora dos estádios.

A punição foi possível pois o Bahia utilizou as câmeras de segurança e prestou queixa na polícia. Cabe lembrar que esta decisão foi apoiada por outros 15 clubes do futebol brasileiro em uma nota conjunta.

Nota da Polícia Militar sobre a Membros da Bamor, principal organizada do Bahia

“Em cumprimento às cláusulas previstas no Termo de Ajustamento de Conduta, firmado entre a Polícia Militar (PM), o Ministério Público (MP) e as torcidas organizadas, foi aplicada a medida educativa de suspensão de 60 dias à torcida organizada, que fica impedida de ingressar nos estádios portanto instrumentos musicais, faixas, bandeiras e seus uniformes. A medida é válida em todo o território nacional e começa a ser aplicada a partir de hoje.”

 

LEIA TAMBÉM

Bahia: Principal organizada é banida por 60 dias após ameaças no CTTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.