Tite convoca seleção brasileira com Daniel Alves, Rodrygo e Gabigol


Já é ano de busca pelo hexa para a seleção brasileira. O técnico Tite fez sua primeira convocação de 2022 nesta quinta-feira, 13, para os jogos contra o Equador, dia 27 de janeiro, em Quito, e diante do Paraguai, no Mineirão, em Belo Horizonte, em 1º de fevereiro. As principais novidades em relação aos chamados habituais foram as ausências de Neymar, que se recupera de lesão no PSG, e de Richarlison, do Everton, que parece ter perdido espaço na disputa pelo ataque. 

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Os jogos são válidos pelas Eliminatórias Sul-Americanas, das quais o Brasil é líder invicto e já classificado. O pensamento do técnico agora é fazer os últimos testes e ajustes, visando o Mundial do Catar, que começa em 21 de novembro.

Tite convocou 26 jogadores para estas partidas. Em grande fase no Real Madrid, Vinicius Junior — que só marcara presença na última convocação, em outubro de 2021, após corte de Roberto Firmino — desta vez foi confirmado entre as prioridades do técnico. A principal inclusão foi a de Alex Telles, lateral-esquerdo do Manchester United. Guilherme Arana, do Atlético-MG, ficou de fora, assim como Renan Lodi, do Atlético de Madri, impedido de brigar por vaga pois não se vacinou

“O que posso antecipar é que o Renan Lodi não pôde ser convocado pela não-vacinação, ele teve alijada essa possibilidade, perdeu a oportunidade de concorrer”, explicou o treinador, citando que a decisão também passou pelo departamento médico. Usando um pin do Zé Gotinha, personagem símbolo da vacinação no país, Tite deixou clara a sua posição sobre o tema e citou o episódio que culminou no adiamento do jogo contra a Argentina, em São Paulo, quando membros da Anvisa entraram em campo para retirar atletas argentinos que não haviam cumprido quarentena obrigatória. “Nós respeitamos as leis dos países, diferentemente do que a Argentina fez aqui.”

Na lateral-direita, o veterano Daniel Alves ganhou nova chance, bem como Emerson Royal, do Tottenham. O titular habitual Danilo, da Juventus, se recupera de lesão na coxa. No ataque, a principal novidade foi Rodrygo, também do Real Madrid.

Até o início da Copa do Mundo, a seleção terá mais quatro jogos das Eliminatórias (Equador, Paraguai, Chile e Bolívia) e possivelmente mais um, diante da Argentina, em casa. O clássico foi adiado em setembro de 2021, em São Paulo, em razão de uma polêmica com a Anvisa, mas ainda não há previsão de remarcação.

Continua após a publicidade

São nestas partidas das Eliminatórias que Tite deve realizar seus últimos testes. Depois, já com uma base definida, o treinador gaúcho terá apenas mais três amistosos entre maio e junho e dois em setembro, antes da convocação final.

Confira a lista de convocados para os jogos contra Equador e Paraguai:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras)

Laterais: Emerson Royal (Tottenham), Daniel Alves (Barcelona), Alex Sandro (Juventus) e Alex Telles (Manchester United)

Zagueiros: Thiago Silva (Chelsea), Marquinhos (PSG), Éder Militão (Real Madrid) e Gabriel Magalhães (Arsenal)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Gerson (Olympique de Marselha), Bruno Guimarães (Lyon), Fred (Manchester United), Coutinho (Aston Villa), Everton Ribeiro (Flamengo) e Lucas Paquetá (Lyon) e Fabinho (Liverpool)

Atacantes: Vinicius Júnior (Real Madrid), Antony (Ajax), Gabriel Jesus (Manchester City), Matheus Cunha (Atlético de Madri), Raphinha (Leeds United), Gabriel Barbosa (Flamengo) e Rodrygo (Real Madrid)

 

Continua após a publicidade


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.