Mercado da Bola: cabem no seu time? 5 maiores dribladores dos países vizinhos


Confira os maiores dribladores das ligas sul-americanas

O Brasil sempre foi celeiro de jogadores extremamente habilidosos, contudo, atualmente muito desses atletas acabam deixando o país de forma repentina. Com isso, os dirigentes brasileiros buscam opções mais acessíveis no mercado sul-americano.

Nomes como Yeferson Soteldo e Valdivia, foram alguns dos jogadores habilidosos que vingaram no Brasil. Enquanto isso, outras apostas são contratadas até os dias atuais. Jaminton Campaz e Jhon Arias, “brigavam” pelo posto de melhor driblador na Clausura do Campeonato Colombiano, antes de fecharem com Grêmio e Fluminense, respectivamente.

Dessa forma, listamos alguns dos melhores dribladores dos países “vizinhos”.

Emerson Rodríguez – Millonarios

Rápido e muito habilidoso, o jogador atua em diversas posições do campo, principalmente na ala e ponta. Na Colômbia, a maioria dos atletas tem o drible como recurso, mesmo assim, Emerson lidera o quesito com 2.1 por jogo. Atualmente com 21 anos de idade, o colombiano ainda tem nome de uma lenda do futebol brasileiro, Emerson “Rivaldo” Rodríguez.

Bayron Oyarzo – Curicó Unido

Oyarzo chegou a trabalhar com o ex-jogador Martin Palermo, na equipe chilena. No momento com 26 anos, sempre atuou no Chile, somando 2.1 dribles por jogo. Ainda assim, tem poucos gols para um atacante, além de ter chances reais de rebaixamento no campeonato nacional.

Bryan Reyna – Academia Cantolao

Aos 23 anos, Reyna passou boa parte de sua curta carreira na Espanha. Em seguida, retornou para o clube que o revelou, Cantolão. No peruano, o atacante registra 2.5 dribles por jogo. Com 3 gols e 4 assistências, seria uma opção bem “acessível”, por atuar em uma liga mais emergente.

Alan Velasco – Independiente

Uma das maiores promessas do futebol sul-americano, o ponta-esquerda soma 4.8 dribles por jogo no Campeonato Argentino. Apesar da grande habilidade, Velasco de apenas 19 anos, tem problemas quando o assunto é concluir as jogadas. Ainda não marcou nenhum gol na competição.

Hernán Toledo – Deportivo Maldonado

Toledo surgiu como uma grande promessa na Argentina, parando rapidamente na Fiorentina, por empréstimo. Aos 25 anos, acertou com o clube uruguaio e tem uma marca expressiva de 7.1 dribles por jogo. O Maldonado é um velho conhecido dos brasileiros, afinal, a equipe tem seu nome constantemente ligada ao atacante Jonathan Calleri.

LEIA TAMBÉM

Mercado da Bola: cabem no seu time? 7 artilheiros dos países vizinhos

Mercado da Bola: sete destaques da Copa Sul-Americana 2021 que cabem no seu time

Mercado da Bola: sete destaques da Libertadores 2021 que cabem no seu time

Mercado da Bola: 10 jovens que estão se destacando na Série B e cabem no seu time

Mercado da Bola: cabem no seu time? 5 maiores dribladores dos países vizinhosTorcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.