Revitalizando a língua inuktitut nas redes sociais, palavra por palavra


Imagem: “Lost in Storm”, de Napachie Pootoogook do Kenojuak Cultural Centre e Print Shop. Utilizada com permissão da QIA. Veja aqui o link do Instagram.

A Qikiqtani Inuit Association (QIA) utilizou as redes sociais para incentivar o uso do inuktitut, a língua inuíte. A organização, baseada em Qikiqtani (Baffin), região de Nunavut, o mais jovem território do Canadá, trabalha para “salvaguardar, administrar e avançar com relação aos direitos e benefícios dos inuítes de Qikiqtani”.

Seus esforços nas redes sociais são direcionados à missão de promover a língua inuktitut. Em uma entrevista por e-mail com a QIA, um representante da organização escreveu:

Language preservation is an integral part of building pride among Inuit, particularly young Inuit. Learning, speaking-in and thinking-in Inuktitut helps young Inuit feel more connected to our community and traditional values.

A preservação da língua é uma parte essencial para o desenvolvimento do orgulho dos inuítes, especialmente entre os jovens. Aprender, falar e pensar em inuktitut ajuda os jovens a se sentirem mais conectados à nossa comunidade e aos valores tradicionais.

Este aspecto é de especial importância porque pesquisadores observaram “um declínio na qualidade do inuktitut em Nunavik — incluindo gramática fraca, nível de vocabulário pobre e um aumento da mistura do inuktitut com o inglês”. Segundo o relatório dos pesquisadores, fatores contribuintes podem incluir a influência da mídia em outros idiomas e um número insuficiente de professores fluentes em inuktitut.

De acordo com informações reunidas de várias fontes pelo Projeto Línguas em Risco, existem entre 14.000 e 30.000 falantes nativos do inuktitut, mas a língua é considerada como “vulnerável” segundo o Atlas da UNESCO das Línguas do Mundo em Perigo.

A campanha on-line realizada no Instagram, Twitter e Facebook, apresenta palavras em inuktitut com a escritura silábica dos indígenas canadenses e compara com imagens produzidas pelo Kenojuak Cultural Centre e Print Shop, em Cape Dorset. As ilustrações esclarecem muitos aspectos da cultura inuíte.

O projeto Palavra do Dia é mais uma entre as diversas iniciativas pensadas para promover a língua. A QIA patrocina um concurso anual de músicas e poemas inuktitut, bem como a produção de materiais educativos para crianças. Em colaboração com a Inhabit Media, uma editora pertencente a um inuíte, localizada em Nunavut, a QIA produz livros infantis escritos por autores inuítes do território.

View this post on Instagram

Happy International Women’s Day: quviasugissi nunarjualimaami arnait ullunganni ᖁᕕᐊᓱᒋᔅᓯ ᓄᓇᕐᔪᐊᓕᒫᒥ ᐊᕐᓇᐃᑦ ᐅᓪᓗᖓᓐᓂ ᐅᖃᐅᓯᓕᕆᔾᔪᑎᕗᑦ ᐅᓪᓗᒥ Word of the day ᓄᓇᕐᔪᐊᖅ ᐊᓈᓇᑎᑐᑦ ᓲᕐᓗ nunarjuaq Anaanatitut suurlu: Mother Earth Celebrating all the strong Indigenous and Inuit women in our lives! ᐃᓅᖃᑎᑦᑎᓐᓂ! Quviasuutiqarniq iluunnanginnik isumatujunit nunaqaqtutuqaujunit Inunnillu arnanit inuuqatittinni! ᖁᕕᐊᓲᑎᖃᕐᓂᖅ ᐃᓘᓐᓇᖏᓐᓂᒃ ᐃᓱᒪᑐᔪᓂᑦ ᓄᓇᖃᖅᑐᑐᖃᐅᔪᓂᑦ ᐃᓄᓐᓂᓪᓗ ᐊᕐᓇᓂᑦ Image: Germaine Arnaktauyok

A post shared by Qikiqtani Inuit Association (@qikiqtani_inuit) on

Feliz Dia Internacional da Mulher. Palavra do dia: nunarjuaq Anaanatitut suurlu: Mãe Terra. Celebrando todos os indígenas fortes e mulheres inuítes em nossas vidas!

View this post on Instagram

ᐅᖃᐅᓯᓕᕆᔾᔪᑎᕗᑦ ᐅᓪᓗᒥ Word of day ᐃᖃᓗᓕᐊᓗᒃ iqalulialuk: Plenty of fish (Image: CEE POOTOOGOOK’s Surfacing Bear) @kenojuakcentre

A post shared by Qikiqtani Inuit Association (@qikiqtani_inuit) on

Palavra do dia: iqalulialuk: repleto de peixes

 

View this post on Instagram

ᐅᖃᐅᓯᓕᕆᔾᔪᑎᕗᑦ ᐅᓪᓗᒥ Word of day ᖁᕕᐊᓱᓐᓇᐅᓂᖓ Quviasunnauninga: Festive (Image: Ningeokuluk Teevee's Uppik Quviasuttuq – Festive Owl) @kenojuakcentre

A post shared by Qikiqtani Inuit Association (@qikiqtani_inuit) on

Palavra do dia: quviasunnauninga: festivo

Para saber mais, visite a conta no Instagram @Qikiqtani_Inuit.